21 Outubro 2021, 07:05

Covid-19: Estados Unidos doam máscaras e testes rápidos a Cabo Verde

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 26 mai 2021 (Lusa) – O Ministério da Saúde de Cabo Verde recebeu hoje um donativo de 28 mil testes rápidos à covid-19 e 62 mil máscaras cirúrgicas, no valor de 150 mil dólares (123 mil euros), financiado pelo Governo norte-americano.


De acordo com o Ministério da Saúde, esta doação insere-se no projeto “Prevenir e responder à covid-19 em Cabo Verde”, executado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com financiamento da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional.


“É mais um apoio que vem em boa hora”, admitiu o diretor nacional de Saúde de Cabo Verde, Jorge Noel Barreto, após a entrega deste donativo norte-americano, que se segue à chegada à Praia, em 14 de maio, de 24 mil doses de vacinas contra a covid-19, doadas por Portugal.


Acrescentou que os testes agora doados serão utilizados pelas autoridades de saúde no rastreio de pessoas infetadas: “No sentido de se poderem tomar as medidas para mitigar a propagação do vírus, portanto, o teste rápido tem um grande valor”.


Os testes rápidos e as máscaras serão distribuídos pelas estruturas de saúde em todo o território nacional, num projeto que, segundo o ministério da Saúde cabo-verdiano, “visa contribuir para o reforço da resposta nacional à pandemia”.


Cabo Verde contava na terça-feira com 1.875 casos ativos de covid-19 e um acumulado de 29.549 diagnosticados com o novo coronavírus desde 19 de março de 2020, além de 259 mortes por complicações associadas à doença.


Vários meses depois, o Governo de Cabo Verde voltou a decretar, em 30 de abril, a situação de calamidade em todas as ilhas, exceto na ilha Brava, por um período de 30 dias, agravando medidas de limitação de atividades com aglomerações de pessoas, face ao forte aumento dos novos casos de covid-19, que chegaram a um pico de 417 infetados no dia 05 de maio.


Entretanto, a taxa de incidência acumulada de casos de covid-19 a 14 dias passou de 727 por cada 100.000 habitantes, no período de 26 de abril a 09 de maio, para 501 por cada 100.000 habitantes, de 10 a 23 de maio, segundo dados da Direção Nacional de Saúde.


No último período de 14 dias foram feitos 19.502 testes à covid-19 no arquipélago e detetados 2.821 novos casos (média diária de 202 novos casos), contra as 21.647 amostras e 4.093 novos casos (média de 293 novos casos por dia) no período anterior (26 de abril a 09 de maio).



PVJ // JH


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário