03 Dezembro 2021, 10:30

Covid-19: Federação de râguebi quer abrir próximos jogos da seleção a 500 espectadores

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 10 mar 2021 (Lusa) — A federação portuguesa de râguebi propôs às autoridades nacionais de saúde a abertura dos próximos encontros da seleção a um limite de 500 espectadores, aos quais fará testes rápidos à covid-19 se o pedido for aprovado.


Através de uma carta enviada à Direção-Geral da Saúde (DGS), à qual a Lusa teve hoje acesso, a Federação Portuguesa de Rugby (FPR) propôs uma colaboração entre as duas entidades nos jogos de Portugal frente a Roménia e Espanha, no sábado e em 27 de março, respetivamente, no sentido de testar e recolher informação sobre a possibilidade do regresso de público aos eventos desportivos.


A FPR compromete-se a assegurar, através do seu próprio corpo clínico, a medição da temperatura corporal e a realização de testes rápidos a todos os espectadores, oferecendo ainda à DGS uma colaboração especial com os seus técnicos, para recolha e tratamento da informação que considere pertinente.


Os jogos terão lugar no campo de râguebi do Centro de Alto Rendimento do Jamor, em Oeiras, que tem uma bancada descoberta com capacidade para 2.500 pessoas e vários pontos de entrada e saída, que facilitariam a realização do teste.


Em função das condições existentes, o organismo federativo considera ser uma oportunidade excecional tanto para a FPR como para as autoridades de saúde testarem a realização de jogos com público, limitando, neste caso, a presença de espectadores a um quinto da capacidade da bancada.


Os jogos frente a Roménia e Espanha contam para o Europe Championship 2021, que serve de apuramento para o Campeonato do Mundo França 2023.


Portugal fez o primeiro jogo nesta competição no sábado, frente à Geórgia (derrota por 29-16), à porta fechada, no mesmo ‘palco’ onde sugere, agora, a realização dos testes de público à DGS.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.600.802 mortos no mundo, resultantes de mais de 117 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Em Portugal, morreram 16.595 pessoas dos 811.306 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.


 


SYL // JP


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário