08 Dezembro 2021, 12:06

Covid-19: Itália soma 13.446 novos casos e aumenta ritmo da vacinação

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Roma, 30 abr 2021 (Lusa) — A Itália registou 13.446 contágios pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, divulgou hoje o Ministério da Saúde italiano, num momento em que o país aumenta o ritmo da vacinação com quase meio milhão de inoculações diárias.


Com o registo destes novos contágios, o país totaliza, até à data, 4.022.653 casos de pessoas que ficaram infetadas com o novo coronavírus (SARS-Cov-2), de acordo com o boletim informativo do ministério.


O país somou 263 óbitos nas últimas 24 horas, elevando para 120.807 o número total de mortes atribuídas à doença covid-19 no território italiano desde o início da crise pandémica, em fevereiro de 2020, de acordo com a mesma fonte.


Os indicadores de novos casos e de óbitos recuaram em comparação com os dados do dia anterior (14.320 e 288, respetivamente).


A pressão sobre os hospitais italianos verificou novamente um decréscimo nas últimas 24 horas.


Dos atuais 436.270 casos de covid-19 ativos em Itália, 18.940 estão hospitalizados, menos 411 em relação ao dia anterior, e 2.583 encontram-se em unidades de cuidados intensivos (UCI), menos 57 em comparação à véspera.


A campanha de vacinação no país prossegue e aumentou o ritmo, ao registar a administração de 497.993 doses num dia, muito perto da meta de meio milhão de inoculações diárias que foi traçada pelas autoridades italianas, segundo informaram fontes governamentais.


Já hoje o ministro da Saúde, Roberto Speranza, se congratulou na rede social Facebook com o andamento da campanha de vacinação, anunciando que na véspera tinham sido administradas mais de 500.000 doses de vacinas.


No total, 19.606.500 doses de vacinas já foram administradas em todo o país.


Pelo menos 5.833.485 pessoas têm o processo de imunização completo.


O país iniciou esta semana um processo gradual de reabertura que abrangeu 14 regiões com baixo risco de contágio, classificadas como “zonas amarelas”, como foi o caso de Lazio e da Lombardia, onde ficam localizadas as cidades de Roma (capital) e de Milão, respetivamente.


Nessas zonas, as aulas presenciais foram retomadas para os alunos até ao ensino secundário e o setor da restauração teve autorização para abrir as esplanadas até ao recolher noturno, decretado a partir das 22:00 locais (21:00 hora de Lisboa).


Museus, cinemas e teatros também reabriram com capacidade limitada.


A pandemia da doença covid-19 provocou pelo menos 3.168.333 mortos no mundo, resultantes de mais de 150,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Só na Europa foram contabilizadas, até à data, 1.066.253 mortes em 50.276.996 casos de infeção confirmados.


A doença é transmitida por um novo coronavírus (SARS-Cov-2) detetado em dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



SCA // FPA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário