05 Dezembro 2022, 21:40

Covid-19: Madeira tem capacidade para disponibilizar 250 camas em hospitais — Governo Regional

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Funchal, Madeira, 16 nov 2021 (Lusa) — O Serviço de Saúde da Madeira tem capacidade para disponibilizar 200 camas em enfermaria e 50 em cuidados intensivos para doentes com covid-19, indicou hoje o secretário regional do setor, sublinhando que as adaptações serão feitas em função das necessidades.


“Neste momento, temos 30 doentes internados — 25 em enfermaria normal, cinco em cuidados intensivos — e, sempre que seja necessário, disponibilizaremos áreas que anteriormente já estiveram afetas à covid-19”, disse Pedro Ramos.


O governante, que falava à margem da apresentação do projeto “Geração Mais Saúde”, no Funchal, indicou que o aumento do número de casos e de mortes associados à covid-19 na região autónoma, nas últimas semanas, era “expectável” e “acompanha a tendência nacional e internacional”.


De acordo com os dados mais recentes da Direção Regional de Saúde, o arquipélago da Madeira, com cerca de 251 mil habitantes, regista 405 casos ativos de infeção por SARS-CoV-2, dos quais 359 de transmissão local e 46 importados, num total de 12.754 confirmados desde o início da pandemia, e 83 óbitos, três dos quais registados nas últimas 24 horas.


Entre os infetados, estão 30 profissionais do Serviço de Saúde da Madeira (Sesaram) — nove médicos, 15 enfermeiros e seis assistentes técnicos e operacionais –, todos já vacinados contra o vírus.


O secretário da Saúde indicou, também, haver vacinados e não vacinados entre os 30 doentes atualmente hospitalizados, embora não tenha referido percentagens.


“Aquilo que posso dizer é que a maior percentagem dos que faleceram recentemente é de não vacinados”, disse.


E reforçou: “Isto é um alerta para todos nós e, se calhar, para aqueles que ainda não se vacinaram, para poderem mudar de opinião”.


Pedro Ramos disse não haver ainda pressão sobre o Serviço Regional de Saúde, mas indicou que o Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP, se prepara para anunciar “novas medidas que vão caracterizar os próximos tempos”, em termos de contenção da pandemia no arquipélago.


O governante sublinhou que a capacidade de adaptação do Serviço de Saúde da Madeira é “sempre feita em função das necessidades”, lembrando que em 2020 foram disponibilizadas camas para o Serviço Nacional de Saúde, de um total de 200 em enfermaria e 50 em cuidados intensivos que já estiveram disponíveis.


“Estes são os números que temos na nossa mente”, afirmou, referindo-se à capacidade da região autónoma para tratar doentes com covid-19.


A covid-19 provocou pelo menos 5.105.488 mortes em todo o mundo, entre mais de 253,71 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.


Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.274 pessoas e foram contabilizados 1.110.155 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.



DC // MLS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário