24 Dezembro 2022, 12:24

Covid-19: Maior hospital de Cabo Verde recupera e já faz 500 consultas por dia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 16 jun 2021 (Lusa) – O Hospital Agostinho Neto (HAN), na Praia, o maior de Cabo Verde, está a realizar em média 500 consultas de várias especialidades diariamente e prevê recuperar até setembro os atrasos provocados pela pandemia de covid-19, informou hoje a administração.


“Desde o mês de fevereiro, com a implementação do plano de reforço e melhoria da capacidade de resposta, nós tivemos um incremento de mais de 30% a nível da produção”, afirmou o presidente do conselho de administração e diretor do HAN, Imadoêno Cabral, referindo-se ao aumento global da atividade daquele hospital central.


Reconhecendo que 2020 “foi um ano muito difícil”, o responsável acrescentou que, devido à pandemia de covid-19, o hospital público “teve que priorizar as atividades urgentes e emergentes”, mas que “desde o mês de janeiro que está a retomar a sua atividade normal”.


“E neste momento, sobretudo na central de consultas, nós antes tínhamos uma demanda de 200 pessoas por dia, neste momento estamos a atender mais de 500 pessoas por dia”, disse o diretor do HAN, em declarações à margem da cerimónia oficial de tomada de posse dos membros das 10 comissões técnicas especializadas do hospital.


O dirigente revelou que a nível cirúrgico o hospital também já apresenta um “ganho significativo”, entre as novas especialidades, sobretudo ao nível do cancro da mama, mas que registou um “incremento também nas cirurgias de ortopedia e cirurgia normal” nos últimos meses.


“Tivemos um ganho significativo, esperamos daqui para o mês de agosto/setembro, ter seguramente resolvidas todas as pendências que nós temos, em áreas que o hospital tem recursos disponíveis”, explicou Imadoêno Cabral.


O Hospital Agostinho Neto já dispõe de estatuto de hospital universitário e irá avançar para a especialização na área da enfermagem, anunciou hoje, na mesma cerimónia, o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.


“É um passo fundamental para um hospital que hoje já tem o estatuto do Hospital Universitário virado para a formação médica, enfermagem e de especialização, vamos avançar também para a especialização na área da enfermagem”, declarou o governante.



PVJ // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário