24 Outubro 2021, 17:39

Covid-19: Mais uma morte e 18 novas infeções em São Tomé e Príncipe

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

São Tomé, 23 set 2021 (Lusa)- São Tomé e Príncipe registou mais uma morte e 25 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total acumulado de casos para 3.217 desde o início da pandemia, foi hoje anunciado.


A porta-voz do Ministério da Saúde, Isabel Santos, anunciou que a vítima mortal é uma mulher de 67 anos do distrito de Mé-zóchi, elevando para quatro o número de óbitos por covid-19 registado esta semana no país.


De acordo com o boletim diário divulgado pelas autoridades locais, nas últimas 24 horas registaram-se 25 casos — 23 na ilha de São Tomé, e dois na ilha do Príncipe – e 27 recuperações da doença – 21 na ilha de São Tomé e seis na ilha do Príncipe.


Com os dados mais recentes, o arquipélago conta agora com 3.217 casos de infeção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, entre os quais 47 óbitos e 2.636 recuperações da doença.


O arquipélago lusófono conta ainda, oficialmente, com 534 casos sob vigilância, dos quais 460 na ilha de São Tomé e 74 na ilha do Príncipe.


Destes, 527 encontram-se em isolamento domiciliar — 454 na ilha de São Tomé e 73 na ilha do Príncipe -, um paciente encontra-se internado na ilha do Príncipe e seis na ilha de São Tomé, dos quais dois em estado grave.


O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde refere que 56.780 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, enquanto 19.634 já receberam as duas doses.


O documento refere ainda que nas últimas 24 horas foram vacinadas 3.191 pessoas.


A covid-19 provocou pelo menos 4.715.909 mortes em todo o mundo, entre mais de 230 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.



JYAF // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário