16 Agosto 2022, 03:49

Covid-19: Número de casos ativos em Timor-Leste cai com 82 recuperações

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Díli, 03 mai 2021 (Lusa) — O número de casos ativos de infeção com o SARS-CoV-2 em Timor-Leste caiu pela primeira vez em várias semanas, com o número de pacientes recuperados, 82, a ultrapassar o total de casos positivos detetados, 80.


Em comunicado, o Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC) — que não realiza uma conferência de imprensa há vários dias — explica que se registaram nas últimas 24 horas um total de 75 infeções em Díli e mais cinco em Ermera.


No mesmo período registaram-se 82 casos recuperados pelo que o total de casos ativos é de 1255 e o total de casos acumulados desde o início da pandemia subiu para 2.524.


Entre os casos registados a maioria está assintomático com apenas um com sintomas da covid-19.


Os casos positivos detetados em Díli correspondem a 16% dos 468 testes realizados em Díli e a 2% dos 256 testes realizados noutros municípios.


Há atualmente 23 pessoas no centro de isolamento de Vera Cruz, dos quais cinco em estado grave.


Também hoje as autoridades de saúde timorenses publicaram o novo boletim epidemiológico, que cobre o período entre 26 de abril e 02 de maio, e que confirma o “aumento rápido do número de casos”, com o processo de transmissão comunitária a acelerar-se em Díli.


“Esta é a primeira vaga significativa de casos em Timor-Leste” desde o inicio da pandemia, nota o relatório, sublinhando que no primeiro ano a transmissão comunitária foi evitar por fortes medidas preventivas.


Porém, e numa altura em que já havia vários focos de transmissão em Díli, “as cheias de 04 de abril e a necessidade das pessoas se movimentarem para a recuperação, deverão ter contribuído para um aumento rápido no número de casos”, especialmente na capital.


O relatório foi preparado pelo Pilar 3 do Ministério da Saúde, em conjunto com a Força-Tarefa para Prevenção e Mitigação da covid-19 da Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC), com o Instituto Nacional de Saúde timorense, Organização Mundial de Saúde (OMS), as Equipas de Apoio Médico Australiano (AusMAT) e a Menzies School of Health Research, instituição que apoia o Laboratório Nacional timorense em Díli, nos testes à covid-19.


Na análise, o relatório refere que desde 01 de março um total de 40 pessoas necessitaram hospitalização, com o registo de quatro óbitos de pessoas infetadas com SARS-CoV-2, explicando que a idade média dos diagnosticados foi de 26 anos.


“Cerca de 92% dos casos diagnosticados entre 26 de abril e 02 de maio foram assintomáticos, um valor mais elevado que noutros países”, explica o boletim.


“Isto deve-se à idade relativamente jovem dos diagnosticados até agora em Timor-Leste e ao facto de um largo número de testes ser feito a pessoas assintomáticas no âmbito do processo de rastreio de contactos.


O relatório refere que o fator de crescimento de casos é de cerca de 1.04, o que implica que o número de casos duplica a cada 17,5 dias.


A taxa de incidência na última semana foi de 5,9 casos por 100 mil habitantes em Timor-Leste e de 19,7 casos por 100 mil em Díli, ligeiramente abaixo da taxa de 20,7 casos por 100 mil habitantes registada na semana anterior.


Recorde-se que até ao momento foram vacinadas em Timor-Leste um total de 28.540 pessoas com a primeira dose da vacina AstraZeneca, entre os quais 8.220 funcionários do setor da saúde.


 


ASP // PJA 


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário