13 Maio 2022, 18:11

Covid-19: Pagamentos de prestações totalizam 4,6 mil ME até abril

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 06 mai 2022 (Lusa) — Os pagamentos totais dos apoios no âmbito das medidas Covid totalizam 4,6 mil milhões de euros entre março de 2020 e abril deste ano, tendo abrangido 3.564.524 pessoas singulares e 179.687 entidades empregadoras, segundo as estatísticas da Segurança Social.


As estatísticas das medidas excecionais e temporárias no âmbito da Covid-19, publicadas hoje pela Segurança Social, revelam que, do total do montante de 4,6 mil milhões de euros pago desde março de 2020 até abril de 2022, entre os principais apoios, a ‘fatia de leão’ pertence ao ‘lay-off’ simplificado (1,19 mil milhões de euros), num total de 946.456 pessoas singulares e 121.612 entidades empregadoras.


Segue-se o apoio à retoma progressiva, com um total de 702,6 milhões de euros, abrangendo 351.259 pessoas singulares e 44.009 entidades empregadoras.


Já os apoios no âmbito de doença somam 596 milhões de euros (aplicando-se a 1.666.552 pessoas individuais) e a redução de atividade de trabalhadores independentes e membros de órgãos estatutários um total de 491.190.900 euros (aplicando-se a 293.817 pessoas singulares).


No total, todos os apoios da Segurança Social no âmbito das medidas Covid abrangeram 3.564.524 pessoas singulares e 179.687 entidades empregadoras.


Entre janeiro e abril deste ano, o total dos apoios ascendeu a 457 milhões de euros, caindo face ao ano passado quer o número de pessoas singulares abrangidas, para 1.241.532, quer de entidades empregadoras, para 36.328.


Em 2021, o total de apoios pagos cifrou-se em 2,2 mil milhões de euros, tendo abrangido 1.726.320 pessoas e 146.426 entidades empregadoras.


Já em 2020, o montante pago no âmbito destes apoios foi de dois mil milhões de euros, abrangendo 2.390.530 pessoas singulares e 152.286 entidades empregadoras.



AAT // CSJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário