27 Janeiro 2022, 22:54

Covid-19: Passageiros dos Açores têm que preencher formulário antes de viajar para o continente

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ponta Delgada, Açores, 15 dez 2021 (Lusa) — Todos os passageiros provenientes dos Açores com destino ou com escala programada no continente estão obrigados, a partir de quinta-feira, a preencher um formulário de localização, anunciou hoje o Governo Regional açoriano.


Segundo a nota de imprensa, “de acordo com as disposições do decreto-lei n.º 105-A/2021, de 30 de novembro, todos os passageiros dos voos com destino ou escala em Portugal continental (incluindo os passageiros da Região Autónoma dos Açores) estão obrigados a preencher o Formulário de Localização de Passageiros”.


Esta obrigatoriedade aplica-se também a passageiros de navios de cruzeiro que atraquem nos terminais localizados em território continental, sendo que o formulário é preenchido exclusivamente ‘online’, no link https://portugalcleanandsafe.pt/pt-pt/passenger-locator-card.


No caso dos passageiros de transporte aéreo, o formulário deve ser submetido após o ‘check-in’ e antes da hora do embarque.


Segundo o executivo açoriano, o formulário “é uma medida de caráter extraordinário, implementada a nível nacional perante o atual contexto da pandemia de covid-19, cujo objetivo principal é facilitar o rastreio de contactos relativamente a casos confirmados da doença, por forma a interromper, precocemente, possíveis cadeias de transmissão”.


O arquipélago regista presentemente 278 casos positivos ativos, sendo 225 em São Miguel, 39 na Terceira, cinco no Faial, quatro no Pico, dois no Corvo, dois nas Flores e um em Santa Maria.


Desde o início da pandemia, os Açores contabilizam 10.466 casos de covid-19, 9.951 recuperações e 48 mortes.


A covid-19 provocou pelo menos 5.311.914 mortes em todo o mundo, entre mais de 269 milhões de infeções, segundo o mais recente balanço da agência noticiosa AFP.


A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 na China.



JME // MCL


Lusa/Fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário