07 Julho 2022, 02:20

Covid-19: Presidente de Cabo Verde toma 3.ª dose e destaca “cultura vacinal” do país

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Praia, 14 dez 2021 (Lusa) — O Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, tomou hoje a terceira dose de vacina contra a covid-19, pediu a adesão de todos e destacou a “cultura vacinal” do país desde a independência nacional.


“É um sentimento de mais segurança e também de mais solidariedade com todas as cabo-verdianas e todos os cabo-verdianos. Todos nós devemos proteger-nos para podermos proteger os outros”, disse o chefe de Estado, após receber a terceira dose de vacina contra a covid-19, no centro de Saúde de Achada de Santo António, na cidade da Praia.


José Maria Neves, de 61 anos, aproveitou para apelar a todos para tomarem a vacina para que Cabo Verde se veja livre da pandemia, possa retomar a normalidade, o crescimento económico e resolver os diferentes problemas resultantes da crise pandémica.


Instado a fazer uma avaliação da situação atual em termos de vacinação no país, o Presidente da República disse que “funcionou muito bem”, graças à “cultura de vacinação” que vem desde a independência do arquipélago, conseguida de Portugal em 1975.


“Temos programas periódicos de vacinação e desta vez os serviços de saúde, que funcionam, deram uma resposta muito positiva à pandemia e ao programa de vacinação”, elogiou, referindo que Cabo Verde é um dos países africanos em condições de poder cumprir a taxa mínima de vacinação até final do ano.


Tendo em conta o aproximar da época festiva do Natal e do Ano Novo e a proliferação de atividades que propiciam aglomerações, José Maria Neves pediu às pessoas para continuarem a cuidar-se, lembrando que o país e o mundo ainda estão em pandemia da covid-19.


Particularmente em Santiago Norte, o chefe de Estado apelou aos jovens para aderirem mais à campanha de vacinação. “É fundamental ultrapassarmos os ruídos, os preconceitos, as notícias falsas para garantirmos que toda a população cabo-verdiana esteja vacinada”, reforçou, apelando igualmente à prevenção e respeito pelas orientações dos organismos da saúde.


Até segunda-feira, país tinha uma taxa de cobertura vacinal dos adultos de 83,4% com a primeira dose e 69,6% já estão completamente vacinados.


Desde 22 de novembro que iniciou a dose de reforço (a 3.ª), destinada às pessoas com mais de 60 anos, doentes crónicos, profissionais de saúde, pessoal de bombeiros e proteção civil.


Na quinta-feira, Cabo Verde vai começar a vacinar cerca de 60 mil crianças e adolescentes dos 12 aos 17 anos com as 200 mil vacinas da Pfizer doadas pelos Estados Unidos.


Nessa faixa etária em concreto, o Presidente aproveitou para apelar a todos os pais e encarregados de educação, professores e vizinhos para mobilizarem os adolescentes para a vacinação.


“Estamos a contribuir para debelar o vírus aqui em Cabo Verde e é fundamental que os adolescentes vacinem e tenham condições para, estando imunizados, proteger os pais, os avós e Cabo Verde”, mostrou o Presidente da República.


Desde o início da pandemia, Cabo Verde registou um total de 38.503 casos positivos acumulados de covid-19, dos quais 38.062 foram dados como recuperados, 351 óbitos e há 65 casos ativos.



RIPE // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário