29 Novembro 2021, 21:00

Covid-19: PSD sugere falta de confiança dos portugueses no Governo para o combate à epidemia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 19 jan 2021 (Lusa) – O líder parlamentar do PSD acusou hoje o Governo de ter sido vago e de ter improvisado na adoção de medidas no combate à epidemia da covid-19, sugerindo que já perdeu a confiança dos portugueses.


Esta posição foi transmitida por Adão Silva na abertura do debate sobre política geral com o primeiro-ministro, na Assembleia da República, depois de ter coincidido com António Costa na análise à gravidade da situação sanitária em Portugal e nos elogios ao “altruísmo” dos profissionais de saúde.


Na parte final da sua interpelação ao líder do executivo, o presidente do Grupo Parlamentar do PSD passou às críticas ao Governo.


“O Governo não cumpriu o seu papel, foi vago, tendo anunciado um confinamento de faz de conta, com tantas e tantas exceções de regras – regras que deveriam ter sido claras, límpidas, entendíveis. O próprio Governo foi o primeiro a reconhecer que as regras não estavam bem delimitadas nem desenhadas e, por isso, de sexta-feira para segunda-feira, foi preciso corrigir aquilo que tinha ficado errado”, apontou o presidente da bancada social-democrata.


Em estilo de pergunta, Adão Silva perguntou a António Costa se, no combate à covid-19, “houve falta de planeamento da parte do Governo e se houve um exercício muito de improviso”?


“Há já uma falta de credibilidade da parte do Governo e de vossa excelência em relação aos portugueses? Ou, pelo contrário, há falta de confiança dos portugueses em relação a este Governo?”, perguntou.



PMF // SF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário