30 Novembro 2021, 03:37

Covid-19: Sobe para oito número de óbitos na Misericórdia de Viana do Alentejo

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Viana do Alentejo, Évora, 20 jan 2021 (Lusa) — O número de óbitos no surto de covid-19 num dos edifícios do Lar da Misericórdia de Viana do Alentejo (Évora) aumentou de quatro para oito, revelou hoje à agência Lusa o provedor, Rui Pão Mole.


O responsável explicou que, desde o anterior balanço feito pela Lusa, no dia 14, faleceram mais quatro utentes, dois ao longo deste fim de semana, uma mulher e um homem, e outros dois na terça-feira, também um homem e uma mulher.


Os primeiros dois óbitos de idosos do Edifício Rossio do Lar da Misericórdia de Viana do Alentejo, igualmente um homem e uma mulher, tinham acontecido na semana passada, na quarta-feira.


Este surto de covid-19 na instituição infetou já um total de 62 idosos, incluindo as oito mortes. Quatro utentes estão internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) e os restantes encontram-se no lar.


Na Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP) criada na localidade de Aguiar, sede de uma das freguesias do concelho, encontram-se “oito utentes que tiveram resultado negativo” nos testes de rastreio ao novo coronavírus SARS-CoV-2.


Estes utentes “estão bem, sem qualquer manifestação de sintomatologia suspeita até ao momento”, adiantou o provedor.


Segundo Rui Pão Mole, estão também infetadas “16 funcionárias” do Edifício Rossio, havendo já a registar “três funcionárias recuperadas”.


“Deu-se início à primeira fase de testagem de cura dos utentes e funcionárias”, indicou ainda o responsável, que destacou que na outra valência da Misericórdia de Viana do Alentejo, o Edifício Casa Pia, onde não há casos de covid-19, “a situação mantém-se estável e inalterada”.


Os primeiros casos de covid-19 nesta misericórdia foram detetados no final de dezembro.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.058.226 mortos resultantes de mais de 96,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Em Portugal, morreram 9.246 pessoas dos 566.958 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.



RRL // VAM



Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário