02 Dezembro 2021, 18:54

Coronavírus: Surto fecha escola básica de Ílhavo

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

A Escola Básica n.º 1 de Ílhavo, no distrito de Aveiro, foi encerrada na terça-feira por indicação da delegada de saúde, na sequência de casos de infeção por SARS-CoV-2 entre os alunos, professores e funcionários, confirmou hoje o município.

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Ílhavo, Fernando Caçoilo (PSD), confirmou o encerramento da escola e disse que não tem data para a reabertura.

“O assunto está entregue à Direção-Geral da Saúde (DGS). A DGS está a controlar a situação. Agora estão a fazer-se os testes e em função dos testes é que depois se vê”, disse o autarca.

Fernando Caçoilo não soube quantificar quantas pessoas testaram positivo para o novo coronavírus, limitando-se a dizer que “são os suficientes” para ter levado ao encerramento do estabelecimento de ensino e “diversificados pela escola”.

“Aquilo começou por uma sala e depois espalhou-se”, explicou.

O presidente da Câmara de Ílhavo defende o encerramento imediato das escolas. “Se se quer resolver o problema, é evidente que [as escolas] deviam fechar”, afirmou.

Na segunda-feira, de acordo com informação do agrupamento de escolas de ílhavo, existiam cinco docentes, quatro assistentes operacionais e 55 alunos em isolamento profilático havendo uma turma confinada.

O Governo decidiu reforçar as medidas de contenção da pandemia, sem, no entanto, alterar a decisão de manter as escolas abertas e com ensino presencial.

O primeiro-ministro, António Costa, já disse, contudo, que não hesitará em fechar estabelecimentos de ensino se verificar que a variante inglesa do novo coronavírus, mais contagiosa, se tornou dominante.

Sem comentários

deixar um comentário