09 Agosto 2022, 11:40

Covid-19: UE apoiou países parceiros com 26 mil ME para combate à pandemia num ano

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bruxelas, 08 abr 2021 (Lusa) — A União Europeia (UE) já apoiou os países parceiros, nomeadamente africanos, com 26 mil milhões de euros para combater a pandemia de covid-19, visando a aquisição de equipamentos de proteção ou superação da crise económica, foi hoje anunciado.


“Faz hoje um ano, a Comissão Europeia e o Alto Representante estabeleceram planos para uma resposta orientada da UE para apoiar os esforços dos países parceiros no combate à pandemia, combinando recursos da UE, dos seus Estados-membros e das instituições financeiras europeias”, assinala o executivo comunitário em comunicado.


Denominada “Equipa Europa”, a iniciativa tinha até janeiro de 2021 “apoiado países parceiros em todo o mundo com mais de 26 mil milhões de euros, 65% do pacote global de resposta”, montante que “excede os 20 mil milhões de euros prometidos inicialmente”, acrescenta a instituição.


De acordo com a Comissão Europeia, está agora em causa um compromisso para ajuda de mais de 40 mil milhões de euros.


Bruxelas garante que tal iniciativa está também focada em “assegurar o acesso global e equitativo às vacinas contra a covid-19 e em apoiar o lançamento de campanhas de vacinação, explorando ao mesmo tempo as possibilidades de aumentar a capacidade de produção local”.


“A UE desempenhou um papel de liderança na COVAX [Mecanismo de Acesso Global a Vacinas contra a covid-19], a iniciativa global que permite aos países de maior rendimento financiar vacinas para países de baixo e médio rendimento”, observa a instituição, notando que a doação europeia vai já em “mais de 2,2 mil milhões de euros”.


Esta ajuda abrange mais de 130 países apoiados em todo o mundo, entre os quais alguns Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, como São Tomé e Príncipe (que obteve apoio financeiro da UE para enfrentar as consequências económicas e sociais da pandemia), Angola (onde foi realizada uma campanha sobre lavagem das mãos e para onde foi alocado apoio aos mais necessitados) e Moçambique (onde se investiu na criação de postos de trabalho).


Criada a 08 de abril de 2020, a iniciativa “Equipa Europa” conta com recursos combinados da UE, dos seus Estados-Membros, e das instituições financeiras, em particular o Banco Europeu de Investimento e o Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento.


Este apoio global coletivo está centrado em resposta a emergências e necessidades humanitárias imediatas, no reforço dos sistemas de saúde, água, saneamento e nutrição e ainda na mitigação das consequências sociais e económicas da pandemia.



ANE // JH


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário