08 Novembro 2022, 19:11

Crise/Energia: Rússia aumentou em 10% extrações de gás em 2021

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Moscovo, 02 jan 2022 (Lusa) — A Rússia aumentou em 10% a extração de gás em 2021 em comparação com o ano anterior, informou hoje a CDU TEK, a empresa estatal russa de estatísticas do setor da energia e combustíveis.


No total, as empresas de extração de gás extraíram no ano passado 762.300 milhões de metros cúbicos de gás.


De acordo com os dados divulgados, em dezembro passado as extrações somaram 63.030 milhões de metros cúbicos, mais 3,3% que no mesmo mês em 2020.


A CDU TEK não publica separadamente os resultados do ‘gigante’ russo Gazprom, incluindo-os na secção de “outros usuários do subsolo”, que em anos passados extraíram 549.330 milhões de metros cúbicos de gás.


A maior companhia de gás do país, a Novatek, em 2021 produziu 77.220 milhões de metros cúbicos.


Os preços da eletricidade dispararam na Europa em 2021, influenciados pelo aumento do gás que alimenta as centrais para produção de energia elétrica.


Vários especialistas e agentes políticos ocidentais têm defendido que a Rússia agravou propositadamente a escassez de energia na União Europeia, como forma de pressionar a Alemanha a aprovar o funcionamento do gasoduto Nord Stream 2 (que os Estados Unidos tentam travar), que liga os dois países através do Mar Báltico, deixando de ser necessário que o transporte se faça através da Ucrânia, até agora a porta de entrada do gás russo na Europa.


Alguns receiam que a Ucrânia fique novamente ‘na mira’ do Presidente russo, Vladimir Putin, quando deixar de ser essencial como país de trânsito para o gás natural, depois de em 2014 a Rússia ter anexado ilegalmente a região ucraniana da Crimeia.




RCP (MPE/JE) // JNM


Lusa/fim

Tags

Sem comentários

deixar um comentário