07 Dezembro 2022, 00:42

Deputados do PS questionam Medina sobre fecho de balcão da CGD em Odivelas

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 26 ago 2022 (Lusa) – Deputados do PS eleitos por Lisboa questionaram hoje o ministro das Finanças sobre o encerramento anunciado do balcão da Caixa Geral de Depósitos (CGD)na Póvoa de Santo Adrião, considerando-o “extremamente lesivo” para esta freguesia do concelho de Odivelas.


Numa pergunta endereçada ao ministro Fernando Medina, através da Assembleia da República, Susana Amador, Miguel Cabrita, Rita Borges Madeira e Ricardo Lima “repudiam de forma veemente” o que consideram uma “decisão unilateral” da CGD, assinalando que nem a junta de freguesia, nem a Câmara Municipal de Odivelas foram ouvidas.


Os parlamentares socialistas apontam o “prejuízo que causa aos cidadãos, em particular aos mais idosos que recorrem a esta agência para levantar todos os meses as suas pensões”, recordando que agora têm de se dirigir ao concelho vizinho de Loures, o que se torna “complexo em termos de mobilidade”.


“Segundo o presidente da União de Freguesias [da Póvoa de Santo Adrião e de Olival Basto], Rogério Breia, a concretizar-se este encerramento, o Olival de Basto e a Póvoa ficarão só com um banco [BPI], quando em tempos chegaram a ter sete balcões”, indicam os deputados, apontando ainda o anúncio pelo Sindicato dos Trabalhadores das Empresas do Grupo CGD (STEC) de que a administração do banco público pretende “encerrar mais 23 agências em Portugal continental” este mês.


Os deputados socialistas pedem a Fernando Medina que esclareça se “a administração da CGD fez algum estudo que sustente o encerramento do balcão da Póvoa de Sto. Adrião, em que pressupostos assenta tal estudo e qual a razão para encerrar este balcão único”.


Este quatro deputados do PS pretendem ainda saber “se já foi instada a administração da CGD a rever esta decisão de encerramento do balcão da Póvoa de Santo Adrião”, assim como “que resposta e esclarecimentos foram dados” à Câmara Municipal de Odivelas e à junta de freguesia.


Cerca de meia centena de pessoas manifestaram-se, na quinta-feira, contra o fecho, a partir da próxima segunda-feira, da agência da Caixa Geral de Depósitos (CGD) na Póvoa de Santo Adrião, no concelho de Odivelas.


Os idosos serão os mais afetados com o encerramento e, segundo o presidente da União de Freguesias da Póvoa de Santo Adrião e de Olival Basto, Rogério Breia, cerca de 180 pessoas levantam todos os meses as pensões naquela agência.


Os clientes têm agora de se deslocar a outras agências e as mais próximas são no centro de Odivelas e em Santo António dos Cavaleiros, no concelho de Loures.



JPS (GYM)//CFF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário