09 Setembro 2022, 15:05

Detidos russos que preparavam alegado ataque contra ministro da Defesa da Ucrânia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Os serviços secretos da Ucrânia anunciaram hoje a detenção de supostos espiões russos, por suspeita de prepararem um ataque contra o ministro da Defesa, Oleksij Resnikov, e o chefe da secreta militar, Kyrilo Budanov.

“Assassinos de unidades especiais russas que planeavam ataques foram presos”, disse o serviço secreto ucraniano SBU, na plataforma Telegram.

O SBU divulgou ainda um vídeo que disse ser da detenção de dois homens, vestidos à civil.

Os dois suspeitos foram detidos em Kovel, no noroeste da Ucrânia. Um deles tinha chegado ao país através da Bielorrússia, disse o serviço secreto ucraniano.

Os homens iriam receber uma recompensa total de 300 mil dólares (294 mil euros) caso conseguissem assassinar Resnikov e Budanov, avançou o SBU.

Sem comentários

deixar um comentário