09 Setembro 2022, 12:16

Dezenas de migrantes desaparecidos após naufrágio ao largo da Grécia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

A Grécia lançou hoje uma operação de busca para tentar encontrar dezenas de migrantes cuja embarcação naufragou ao largo da ilha de Cárpatos, no sudeste do Mar Egeu, anunciou a guarda costeira grega.

“Até agora, 29 pessoas, afegãos, iraquianos e iranianos, foram resgatadas e a busca continua, porque, de acordo com as suas declarações, entre 20 e 50 outras pessoas estavam no barco afundado”, disse um funcionário do gabinete de imprensa da guarda costeira à agência francesa AFP.

O naufrágio ocorreu durante a noite.

O barco saiu da cidade costeira turca de Antalya e tinha como destino a Itália, segundo a mesma fonte.

Quatro barcos na área do naufrágio, dois barcos de patrulha da guarda costeira e um helicóptero da força aérea grega foram mobilizados para tentar encontrar os migrantes desaparecidos.

A busca estava a ser dificultada por ventos fortes na zona, de acordo com a guarda costeira grega.

Várias centenas de pessoas morrem todos os anos no Mar Egeu, no sudeste do Mediterrâneo, ao tentarem atravessar da Turquia para a Grécia, de onde pretendem seguir para o norte da Europa, de acordo com a ONU e organizações não-governamentais.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário