05 Dezembro 2022, 09:15

Djokovic, Lewandowski, Verstappen e Brady candidatos aos Prémios Laureus

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O tenista sérvio Novak Djokovic, o futebolista polaco Robert Lewandowski, o piloto neerlandês de Fórmula 1 Max Verstappen e o recém-retirado jogador de futebol norte-americano Tom Brady integram os nomeados para os Prémios Laureus, anunciou hoje a organização.

A categoria de desportista masculino do ano contempla ainda o nadador norte-americano Caeleb Dressel e o atleta queniano Eliud Kipchoge, enquant, no setor feminino, destacam-se as presenças das atletas norte-americana Allyson Felix e jamaicana Elaine Thompson-Herah e das australianas Emma McKeon (natação) e Ashleigh Barty (ténis).

A nadadora norte-americana Katie Ledecky e a futebolista espanhola Alexia Putellas também concorrem ao prémio principal feminino, enquanto a ginasta norte-americana Simone Biles é candidata a vencer o galardão destinado ao regresso do ano e as seleções de futebol de Argentina e Itália ao de melhor equipa.

Djokovic, que esteve envolvido em grande polémica devido à viagem para disputar o Open da Austrália sem estar vacinado contra a covid-19, é o único na lista masculina que já foi distinguido, em 2012, 2015, 2016 e 2019, depois de ter conquistado três títulos do Grand Slam em 2021, consolidando a liderança do ranking mundial.

Lewandowski, avançado do Bayern Munique, foi eleito em janeiro melhor futebolista mundial pela FIFA, Verstappen sagrou-se pela primeira vez campeão mundial de F1, Brady atingiu o recorde de sete títulos do ‘Super Bowl’, Dressel ganhou cinco medalhas de ouro olímpicas em Tóquio2020 e Kipchoge tornou-se o terceiro atleta a vencer maratonas olímpicas consecutivas.

Felix é candidata ao prémio feminino depois de ter superado Carl Lewis como atleta olímpica mais premiada dos Estados Unidos, em Tóquio2020, onde brilhou também a grande altura Thompson-Herah, que conquistou a medalha de ouro nos 100, 200 e estafeta 4×100 metros.

Na capital japonesa, McKeon arrebatou quatro ‘ouros’ e três ‘bronzes’ na natação, a melhor marca individual, enquanto Ledecky ganhou duas medalhas do metal mais precioso e outras tantas de prata, Barty, número um mundial, conquistou o segundo Grand Slam, em Wimbledon, e Putellas, do FC Barcelona, foi distinguida como melhor futebolista pela FIFA e pela UEFA.

A Argentina, vencedora da Copa América, e a Itália, campeã no Euro2020, podem receber o galardão destinado à melhor equipa, tal como o FC Barcelona, vencedor da Liga dos Campeões feminina na época passada, a Mercedes, campeã mundial de F1, e os Milwaukee Bucks, que conquistaram o título na NBA.

O prémio para o regresso do ano poderá ser atribuído a Biles, que se retirou em Tóquio2020, devido à pressão psicológica, mas recuou na decisão e ganhou a medalha de bronze na trave, ao ciclista britânico Mark Cavendish, ao atleta norte-americano de saltos sincronizados Tom Daley, ao piloto espanhol de MotoGP Marc Márquez, à ciclista neerlandesa Annemiek van Vleuten e ao ‘skater’ britânico Sky Brown.

A categoria revelação do ano será disputada pelo tenista russo Daniil Medvedev, o futebolista espanhol Pedri, jogador do FC Barcelona, a atleta venezuelana Yulimar Rojas, a tenista britânica Emma Raducanu, o atleta indiano Neeraj Chopra e o nadador australiano Ariarne Titmus.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Devido à pandemia de covid-19, a cerimónia de entrega dos Prémios Laureus será realizada de forma virtual, à semelhança do que aconteceu em 2021.

– Desportista masculino do ano:

Tom Brady (EUA, futebol americano).

Novak Djokovic (Ser, ténis).

Caeleb Dressel (EUA, natação).

Eliud Kipchoge (Que, atletismo).

Robert Lewandowski (Pol, futebol).

Max Verstappen (Hol, F1).

– Desportista feminina do ano:

Ashleigh Barty (Aus, ténis).

Allyson Felix (EUA, atletismo).

Katie Ledecky (EUA, natação).

Emma McKeon (Aus, natação).

Alexia Putellas (Esp, futebol).

Elaine Thompson-Herah (Jam, atletismo).

– Equipa do ano:

Seleção de futebol masculino da Argentina.

Seleção de futebol masculino da Itália.

Equipa de futebol feminino do Barcelona.

Equipa olímpica de saltos sincronizados da China.

Equipa de Fórmula 1 Mercedes.

Equipa de basquetebol norte-americana Milwaukee Bucks.

– Regresso do ano:

Simone Biles (EUA, ginástica artística).

Sky Brown (GB, skate).

Mark Cavendish (GB, ciclismo).

Tom Daley (GB, natação sincronizada).

Marc Márquez (Esp, motociclismo).

Annemiek van Vleuten (Hol, ciclismo).

– Revelação do ano:

Neeraj Chopra (Ind, atletismo).

Daniil Medvedev (Rus, ténis).

Pedri (Esp, futebol).

Emma Raducanu (GB, ténis).

Yulimar Rojas (Ven, atletismo).

Ariarne Titmus (Aus, natação).

Tags

Sem comentários

deixar um comentário