03 Dezembro 2021, 01:07

Documentação do arquivo da diocese da Guarda disponibilizada em breve para consulta

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Guarda, 20 mai 2021 (Lusa) – A diocese da Guarda celebrou hoje um contrato de depósito com a Direção-Geral do Livro dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), para que o acervo documental seja disponibilizado em breve ao público no Arquivo Distrital e na internet.


Na sequência da assinatura de um protocolo de colaboração, celebrado em setembro de 2019, entre a DGLAB e a Diocese da Guarda, foi hoje assinado um contrato de depósito que visa garantir, a curto prazo, a disponibilização dos primeiros documentos para consulta, no serviço de leitura do Arquivo Distrital e na página da internet da diocese.


A primeira documentação que vai ser disponibilizada ao público e aos investigadores integra o denominado “núcleo antigo” do arquivo diocesano.


Segundo Silvestre Almeida Lacerda, diretor-geral da DGLAB, o protocolo vai permitir preservar e tratar os originais e disponibilizar um conjunto de documentos diocesanos “desde o século XVI ao século XIX”, no âmbito das atividades desenvolvidas pela Diocese da Guarda.


“Não é só salvaguardar para colocar a um canto, ficar tudo muito cuidado. Não. É para ser fruído e usufruído por todos os cidadãos que passam a ter esta porta aberta para se conhecer melhor a identidade da região e do país”, afirmou o responsável.


O bispo da Diocese da Guarda, Manuel Felício, valorizou o protocolo celebrado com a DGLAB, por permitir “acautelar e disponibilizar” ao público em geral algum do acervo patrimonial da instituição.


Referiu que a diocese “não tinha condições” para disponibilizar essa documentação para que “as pessoas possam usufruir de um bem que também lhes pertence”.


O diretor do Arquivo Distrital da Guarda, Levi Coelho, adiantou que, “no prazo máximo de um mês, uma parte da documentação estará disponível” para ser consultada no Serviço de Leitura e, com “grande possibilidade” de, antes desse prazo, estar disponível na internet.


O Arquivo Distrital já tem na sua posse, para tratamento, estudo e disponibilização, vários documentos.


O prelado diocesano indicou que a documentação irá ser disponibilizada de forma faseada, “consoante os serviços entenderem”.


Com o protocolo entre a DGLAB e a Diocese da Guarda, os seus responsáveis também pretendem “dar início aos trabalhos de transferência de suporte (analógico para o digital), pelos quais reproduções digitais de documentos serão disponibilizadas a partir do repositório do Arquivo Distrital da Guarda e da página na internet da Diocese”.


Entre os documentos que já estão em estudo e em tratamento no Arquivo Distrital encontram-se, entre outros, o Livro da Irmandade e Confraria do Santíssimo Sacramento da Sé da Guarda (1672) e a Relação das Igrejas do Distrito e Aro da Cidade da Guarda (1699).


O Arquivo Diocesano está instalado nas proximidades do Paço Episcopal, no antigo imóvel que foi ocupado pela Caritas Diocesana.


A diocese da Guarda, com 365 paróquias, tem uma área de 6.759 quilómetros quadrados e uma população estimada em 250.000 habitantes, abrangendo paróquias dos distritos de Guarda, Castelo Branco e Coimbra.


 


ASR // SSS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário