19 Agosto 2022, 02:40

Documentário “VIEIRARPAD” de João Mário Grilo estreia-se a 02 de junho

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 19 mai 2022 (Lusa) – O documentário “VIEIRARPAD”, do realizador português João Mário Grilo, a partir da correspondência do casal de artistas Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szènes, estreia-se a 02 de junho nos cinemas portugueses, revelou a produtora.


O filme, que integrou em 2021 o festival IndieLisboa, também tem exibição assegurada este mês no Brasil, país coprodutor, e em Marselha, no âmbito da Temporada Cruzada Portugal-França.


João Mário Grilo fez este documentário a convite da Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, na sequência de uma exposição intitulada “Escrita Íntima” e da edição de um livro com o mesmo título, em 2014, que reuniu a correspondência particular entre os dois artistas entre 1932 e 1961.


“O olhar de João Mário Grilo, muito próximo da pintura e fascinado pela interação cultural, debruça-se sobre a arte dos dois pintores e a invulgar história de amor que os manteve juntos durante cinco décadas e meia”, lê-se na nota de imprensa.


As cartas são, assim, uma “porta de entrada para a vida e imaginário dos dois artistas, essência da sua visão plástica do mundo”.


O filme, com imagens captadas em Portugal, França e Brasil, conta com depoimentos, entre outros, do galerista Jean-François Jaeger, da museóloga Raquel Henriques da Silva e da diretora do Museu Arpad Szènes-Vieira da Silva, Marina Bairrão Ruivo.


A leitura de excertos das cartas conta com a interpretação de Luís Lucas, Suzana Borges e Fernanda Lapa.


“VIEIRARPAD” é uma produção da ZulFilmes, pelo produtor Fernando Centeio, com quem João Mário Grilo já tinha feito o filme “O tapete voador” (2008).


De acordo com a produtora, o filme tem exibição assegurada em cerca de 20 salas portuguesas, entre o circuito comercial, cineclubes, auditórios e cineteatros.


No Brasil, o filme será distribuído a partir de 09 de junho em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.


Em França, o filme estará a partir de 10 de junho no Cinéma Variétés, em Marselha, e ficará em exibição durante a exposição retrospetiva “L’oeil du labyrinthe”, dedicada a Maria Helena Vieira da Silva, no Musée Cantini, entre junho e outubro.


Também em junho, a par de “VIEIRARPAD”, João Mário Grilo estreará, no dia 16, o filme “Campo de Sangue”, inspirado no romance de estreia de Dulce Maria Cardoso.



SS // TDI


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário