03 Dezembro 2021, 13:53

Doentes com Legionella na Madeira estão a melhorar

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Funchal, Madeira, 13 dez 2020 (Lusa) – Os dois doentes com pneumonia causada pela bactéria da Legionella internados no Hospital Particular da Madeira (HPM) estão “estáveis e a evoluir favoravelmente e não necessitam de cuidados especiais”, revelou Luís Freitas, diretor clínico daquela unidade de saúde.


“Para já não há situação nenhuma de alarme em torno destes dois casos até porque são situações aparentemente isoladas, sem terem nada a ver um com o outro e, por isso, podemos ficar descansados”, disse à Lusa o diretor clínico.


A infeção foi detetada no âmbito de uma consulta às Urgências do HPM devido a problemas respiratórios por parte daqueles dois pacientes.


“O diagnóstico é mesmo, pneumonia Legionella confirmada e reconfirmada no nosso laboratório, mas, agora, tenho de pedir mais uma confirmação a um laboratório independente do nosso e foi isso que já fizemos junto das autoridades regionais de Saúde. A partir daí todo o processo de investigação é encetado pela Saúde Pública”, explicou.


O médico realçou, contudo, que a “situação, em termos de contágio, não oferece preocupações porque o contágio é unicamente feito através da inalação de gotículas de água quente suspensas no ar, em jacuzzis, piscinas e em outras situações, mas quem tem Legionella já não transmite a pneumonia a mais ninguém”.


“Apesar de parecer casos isolados, é preciso fazer, no entanto, a investigação e tipificar a bactéria”, concluiu, reiterando que estes casos nada têm a ver com o detetado há uma semana numa unidade hoteleira no Porto Moniz.


A existência destes dois casos foi avançada pela Antena 1 e RTP Madeira.



EC // PJA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário