22 Outubro 2021, 21:07

Eduardo Vítor Rodrigues quer manter seriedade e rigor em Gaia

© Amândia Queirós | Mundo Atual
LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O socialista Eduardo Vítor Rodrigues foi reeleito em Gaia para o terceiro e último mandato e afirmou querer manter a seriedade, rigor e disciplina implementada no concelho.

“As pessoas confiaram em nós, mais do que em 2017 e mais do que em 2013. Agora, o que temos que fazer é não as desiludir, assumir os próximos quatro anos com a seriedade, o rigor e a disciplina que implementamos no concelho”, destacou Eduardo Vítor Rodrigues, quando, segundo dados oficiais do Ministério da Administração Interna, estavam apurados os resultados em 14 das 15 freguesias do concelho.

O socialista discursava num palco improvisado à porta da sede do PS de Gaia, uma vez que a aglomeração de pessoas o impediu de fazer um primeiro discurso de vitória no interior daquele espaço.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Eduardo Vítor Rodrigues referiu que pretende compatibilizar uma cidade do futuro com o “que verdadeiramente vale a pena”, as pessoas.

“As políticas humanistas, as políticas vocacionadas para as dificuldades que as pessoas vivem no dia a dia [são importantes] porque verdadeiramente nós estamos cá para melhorar os arruamentos, para fazer as obras estruturantes, mas só faz sentido tudo isto se formos capazes de, ao mesmo tempo, compatibilizar as grandes obras e compatibilizarmos as infraestruturas com o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas”, acrescentou.

O candidato do PS apontou que “na reta final de um percurso, as pessoas tendem a desacreditar”, mas que a votação alcançada para o “derradeiro mandato” com “mais votos e mantendo as juntas de freguesias todas, eleva o patamar de credibilidade de Vila Nova de Gaia”.

Eduardo Vítor Rodrigues agradeceu ainda ao secretário-geral do PS António Costa que “partilhou muitas das angústias e anseios de uma campanha menos renhida, mas mais negra” e a todos “os que resistiram” a uma “campanha difícil”.

Nas autárquicas de 2017 o PS conquistou nove mandatos (61,68% dos votos) e teve como oposição no executivo o PSD com dois eleitos (20,3% dos votos).

Sem comentários

deixar um comentário