03 Julho 2022, 22:57

Eleições autárquicas moçambicanas vão custar 138 milhões de euros

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Maputo, 25 mar 2022 (Lusa) – A realização das eleições autárquicas do próximo ano em Moçambique ascende a 9,7 mil milhões de meticais (138 milhões de euros), anunciou hoje a Comissão Nacional de Eleições (CNE), ao lançar o processo em Maputo.


No caso das eleições gerais de 2024, prevê-se que o orçamento seja de 18,7 mil milhões de meticais (266 milhões de euros), referiu Paulo Cuinica, porta-voz da CNE moçambicana.


O lançamento ocorre depois de o Conselho de Ministros ter decidido na terça-feira agendar o escrutínio para 11 de outubro de 2023.


Na sequência do decisão do Governo, a CNE anunciou hoje a constituição dos órgãos eleitorais provinciais e distritais, o que deve ocorrer no prazo de 60 dias.


“Há um conjunto de etapas que devem ser cumpridas para a realização das próximas eleições autárquicas, que incluem a constituição e instalação de órgãos de apoio”, afirmou Cuinica em conferência de imprensa.


O porta-voz avançou que os órgãos provinciais e distritais serão constituídos por mandatários dos três partidos com assento parlamentar (Frelimo, Renamo e MDM), de acordo com a legislação em vigor.


Caberá ainda à CNE posteriormente propor ao Governo as datas de realização do recenseamento eleitoral para as autárquicas.


Por outro lado, estão a ser criadas condições para a acreditação dos mandatários dos partidos políticos, observadores eleitorais e jornalistas que vão acompanhar o escrutínio, acrescentou.



PMA // JH


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário