14 Maio 2022, 00:11

Eleições locais no Reino Unido testam apoio aos partidos a nível nacional

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Londres, 05 mai 2022 (Lusa) – Os britânicos vão hoje eleger representantes nas autarquias em Inglaterra, País de Gales e Escócia, e o governo autónomo na Irlanda do Norte, escrutínio que vai testar o apoio aos partidos a nível nacional.


Um mau resultado para o Partido Conservador pode decidir o destino do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, caso os deputados entendam que os próprios lugares estarão em risco nas próximas legislativas.


A crise do aumento do custo de vida, agravada pela subida dos preços da energia e alimentação, dominou a campanha no Reino Unido, numa conjuntura económica pós-pandemia também afetada pela guerra na Ucrânia.  


Boris Johnson, que já está sob pressão devido às “festas” em Downing Street que violaram as restrições durante a pandemia de covid-19, tem enfrentado críticas por não tomar medidas suficientes para ajudar as pessoas mais afetadas pela inflação. 


Por outro lado, o líder do Partido Trabalhista, Keir Starmer, precisa de uma vitória convincente para provar aos militantes e ao país de que tem capacidade para chegar ao poder numa altura em que a principal força da oposição está em vantagem nas sondagens.


As eleições vão ser disputadas em todos os 32 municípios de Londres e em dezenas de autarquias no resto do país. 


Em Inglaterra, vão ser disputados 4.360 postos em 146 autarquias, na Escócia serão 1.227 assentos em 32 localidades e no País de Gales vão a votos 1.234 lugares em 22 municípios.


Na Assembleia da Irlanda do Norte estão em disputa todos os 90 assentos na Assembleia Legislativa, eleitos por cada um dos 18 distritos eleitorais, os quais vão decidir a composição do governo regional autónomo.


Nesta região, além do duelo entre o partido nacionalista republicano Sinn Féin e o Partido Democrata Unionista (DUP), as atenções vão estar no desempenho dos partidos ‘neutros’, como o Alliance e o SDLP, que não defendem nem a coroa britânica nem a reunificação política da ilha da Irlanda.


Pelo menos nove portugueses concorrem nestas eleições para vereadores de norte a sul do país.


As urnas abrem às 07:00 e fecham às 22:00 e podem votar os cidadãos britânicos e cidadãos de países da União Europeia (UE) ou da Commonwealth (organização que congrega Estados e territórios que integraram no passado o império colonial britânico) que residam no Reino Unido e tenham 18 anos ou mais.


Na Escócia e País de Gales, o voto está aberto a qualquer cidadão estrangeiro com 16 ou mais anos que seja residente.


A contagem começará assim que as urnas fecharem para a maioria das autarquias em Inglaterra, mas algumas, bem como na Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, só começa na sexta-feira de manhã. 


Os resultados completos poderão só ser conhecidos no final do dia de sexta-feira ou mesmo no sábado.



BM // SCA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário