06 Dezembro 2021, 23:45

Empresa espanhola de produção de amêndoa instala-se em Idanha-a-Nova

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Idanha-a-Nova, Castelo Branco, 26 fev 2021 (Lusa) – Uma empresa espanhola de produção de amêndoa expandiu a sua atividade para Portugal, com a instalação da sede em Idanha-a-Nova, onde prevê investir nos próximos anos 10 milhões de euros, foi hoje anunciado.


“Este é mais um investimento importante no concelho [Idanha-a-Nova] para criação de riqueza e emprego, fixação de talento e inovação tecnológica”, refere, em comunicado enviado à agência Lusa, o presidente deste município do distrito de Castelo Branco.


Armindo Jacinto destaca a importância de “os investimentos terem em conta a sustentabilidade ambiental da atividade agrícola”.


A AWA Portugal prevê um investimento de 10 milhões de euros durante os próximos anos, com a criação de 10 postos de trabalho permanentes e 10 de carácter sazonal, e, neste momento, já detém 300 hectares para plantação de amendoal no concelho de Idanha-a-Nova.


A empresa, que já detém cerca de 1.000 hectares de amendoal plantados em Espanha, expandiu em 2021 a sua atividade para Portugal, com a criação da AWA Portugal, Lda, que acaba de instalar a sua sede no Centro Empresarial de Idanha-a-Nova.


A Câmara de Idanha-a-Nova e a AWA Portugal assinaram na quarta-feira um contrato de arrendamento de um espaço para desenvolvimento de novas técnicas agrícolas, eficiência energética e hidráulica.


Citado no documento, o gerente da AWA Portugal, David Pallares, refere que “o objetivo é fazer da amêndoa portuguesa uma referência de qualidade no mercado mundial, porque se acredita que tem potencial para se destacar pela qualidade”.


“Cada vez mais, o consumidor valoriza a qualidade e a diversidade da amêndoa, bem como as condições de sustentabilidade em que é produzida. Entendemos que estão reunidas as condições para desenvolvermos em Idanha e em Portugal um projeto exemplar”, conclui.


A AWA, com sede em Lérida, Espanha, explica que a opção pelo concelho de Idanha-a-Nova para sede portuguesa foi tomada depois do estudo de várias alternativas em Portugal, pelas suas ótimas condições agrícolas e climáticas para plantação de amendoal.



CCC // SSS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário