19 Setembro 2021, 11:57

Encontrados quadros de Picasso e Mondrian roubados na Grécia em 2012

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

A polícia grega encontrou uma pintura cubista de Picasso e uma obra de Mondrian que tinham sido roubadas em 2012 da Galeria Nacional de Atenas e um suspeito foi detido, anunciaram as autoridades na noite de ontem.

O óleo de Pablo Picasso, uma “Cabeça de mulher”, datado de 1939, foi oferecido dez anos depois pelo artista à Grécia, como um tributo à resistência antinazi.

A pintura, que traz no verso as palavras francesas escritas à mão “Para o povo grego homenagem de Picasso”, foi encontrada na região rural de Ketarea, a cerca de 45 quilómetros a sudeste de Atenas, informou a agência de notícias grega ANA.

O “Moinho” de Piet Mondrian, datado de 1905, também foi encontrado, segundo a agência.

De acordo com o Ministério da Cultura, mais detalhes serão divulgados hoje.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Em janeiro de 2012, as duas pinturas e um desenho sobre papel do artista italiano Guglielmo Caccia di Il Moncalvo (1568-1625) representando o êxtase de um santo, foram roubados da galeria nacional, explorando a vigilância insuficiente do edifício localizado no centro de Atenas.

A intrusão, na qual dois homens são suspeitos de terem retirados as obras dos quadros, durou apenas sete minutos.

Posteriormente, um relatório das autoridades determinou que a segurança da galeria não tinha sido renovada desde 2000, várias áreas do museu estavam fora do alcance das câmaras de segurança e os alarmes estavam com defeito.

Na noite do roubo, os criminosos brincaram várias vezes com uma porta que tinham destrancado para disparar o alarme sem entrar no edifício, enganando assim a vigilância do guarda, antes de entrar nas instalações de madrugada para roubar as obras.

O guarda explicou à polícia ter perseguido um ladrão que abandonou outra obra de Mondrian durante a fuga.

Este roubo, cometido durante a crise económica do país marcada por inúmeros ‘lay-offs’ incluindo entre os guardas do museu, foi seguido em fevereiro de 2012 por um ousado roubo de antiguidades do museu Olympia.

Dezenas de objetos, com mais de três mil anos, foram então roubados por dois ladrões armados e encapuzados.

Os objetos foram encontrados em novembro de 2012, após a detenção de um homem que tentava vender uma aliança de ouro de 3.300 anos a um polícia à paisana e, um ano depois, sete homens foram condenados a até sete anos na prisão.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário