05 Fevereiro 2023, 19:47

Escola Ciência Viva leva experiências aos alunos do 1.º ciclo de Gaia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

Visitas de campo ou experiências sobre magnetismo, eletricidade ou programação são as propostas do “Ciência Fora da Caixa”, uma iniciativa da Escola de Ciência Viva de Vila Nova de Gaia junto de crianças do 1.º ciclo do ensino básico.

“Uma vez que as escolas não têm todos os recursos necessários para que as crianças possam tirar partido de um tipo de educação mais experimental, que é aquilo que praticamos na Escola Ciência Viva, a ideia é que as escolas possam requisitar ‘kits’ para fazerem experiências e atividades na sala de aula”, descreveu hoje o coordenador do projeto Ciência Viva, Francisco Saraiva.

O projeto chama-se “Ciência Fora da Caixa” e foi apresentado recentemente à comunidade escolar de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Na prática, disse, consiste na requisição de malas que contêm ‘kits’ com material sobre as várias experiências.

Cabe aos professores titulares das várias escolas de 1.º ciclo levantar as malas, às segundas-feiras, realizar as atividades e devolver os ‘kits’ no final de semana.

O objetivo da iniciativa é tornar mais atrativos alguns dos conteúdos lecionados, privilegiando a aprendizagem prática.

Existem quatro temas disponíveis: magnetismo, eletricidade, programação e saída de campo.

Cada ‘kit’ está preparado para servir uma turma inteira e as crianças podem manusear o material.

A título de exemplo, no ‘kit’ da eletricidade, a ideia é que as crianças possam tocar nos objetos, consigam fazer as ligações e perceber o conceito inerente ao que estão a aprender.

“As malas estarão disponíveis a partir de muito em breve”, disse à Lusa Francisco Saraiva.

O responsável acrescentou que para que os professores tirem partido na totalidade dos ‘kits’, está a ser preparada uma formação prévia a ser dada pela equipa da Escola Ciência Viva, equipamento que ocupa parte dos 35 hectares do Parque Biológico de Gaia.

Francisco Saraiva especificou que esta formação conta para efeitos de progressão de carreira.

“Os ‘kits’ correspondem a matérias do currículo oficial do Ministério da Educação, mas é positivo que sejam reforçados com uma formação específica porque são equipamentos que têm as suas particularidades”, concluiu.

A Escola de Ciência Viva de Gaia abriu em outubro de 2019 no Parque Biológico, equipamento que, além da componente natural, inclui construções rurais, como o Moinho do Belmiro, a Casa do Chasco, Casa do Bogas ou a Quinta de Santo Tusso.

Ao longo de um percurso de cerca de três quilómetros há, aproximadamente, 1.000 animais de mais de 200 espécies.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário