13 Maio 2022, 20:10

Esperança de vida à nascença recua em 14 Estados-membros da UE em 2021

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bruxelas, 06 mai 2022 (Lusa) — A esperança de vida à nascença em 2021 recuou em 14 dos Estados-membros da União Europeia (UE) e subiu em outros dez, incluindo Portugal, refletindo o impacto da covid-19, segundo dados preliminares divulgados hoje pelo Eurostat.


De acordo com o serviço estatístico da UE, os maiores recuos na esperança de vida à nascença — indicador que é afetado desde 2020 pela pandemia da covid-19, invertendo a tendência global de alta – foram registados na Eslováquia e Bulgária (-2,2 anos, face a 2020), seguindo-se a Letónia (-2,1 anos) e a Estónia (-2,0 anos).


No extremo oposto, a Bélgica foi o país da UE onde a esperança de vida à nascença mais subiu (1,1 anos), e Portugal e os Países Baixos registaram o menor crescimento face a 2020 (0,1 anos cada).


Os dados preliminares hoje divulgados não incluem a Irlanda nem a média da UE para 2021.


A pandemia da covid-19, causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, provocou mais de 6,2 milhões de mortos e mais de 516 milhões de casos em todo o mundo, segundo os dados mais recentes da universidade Johns Hopkins, nos EUA.



IG // JMR


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário