25 Maio 2022, 14:07

Esposende: Requalificação do Mercado Municipal concluída em 2023

mundoatual AdministratorKeymaster

Em visita às obras de requalificação do Mercado Municipal de Esposende, um investimento global de quase dois milhões de euros, o presidente da autarquia, Benjamim Pereira, salientou a importância da nova infraestrutura para “revitalização das atividades económicas” locais.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A obra, orçada em 1,63 milhões, é comparticipada em 85% no âmbito do NORTE 2020, valor ao qual se soma o custo da instalação provisória noutra infraestrutura, e estará concluída em abril de 2023. Para além da adaptação do edifício – que tem mais de quatro décadas e cuja última intervenção ocorreu em 2006 – todo o espaço público adjacente será alvo de intervenção, no âmbito do Plano de Ação de Regeneração Urbana de Esposende.

“Esta é uma obra de extrema necessidade para a regeneração urbana mas, essencialmente, para proporcionar as condições de conforto e de segurança aos clientes que frequentam aquele espaço” referiu o autarca, assegurando que os comerciantes irão, também, “beneficiar de espaços modernos de exposição dos produtos e de todas as condições de higiene, cumprindo as normas em vigor”.

Com a presente empreitada pretende-se a “revitalização das atividades económicas” desenvolvidas no Mercado Municipal de Esposende e no tecido urbano envolvente, prosseguindo a reabilitação e regeneração social, a criação de equipamentos âncora, novos alojamentos e espaços comerciais, bem como a revitalização e diversificação das atividades, melhorando o ambiente urbano. Nesse âmbito insere-se, ainda, a intervenção prevista para o Largo Rodrigues Sampaio que se prevê começar em breve.

O edifício atual apresenta várias patologias construtivas ao nível da cobertura, pavimentos, impermeabilizações, infiltrações, carecendo de uma reformulação total das redes prediais. A revitalização pretendida implicará, ainda, a reformulação da imagem do edifício, tornando-o mais apelativo e atual, capaz de potenciar as atividades económicas aí desenvolvidas, tirando partido da localização previlegiada.

O nível de requalificação pretendido implicará a remodelação interior e exterior do edifício e uma ampliação ligeira da área de construção, em benefício dos espaços de lojas e do café.

O complexo irá acolher um mercado que atenda às valências tradicionais e às atualmente exigidas, com peixarias (máximo de sete), zona de venda de produtos hortícolas (frutas e legumes), flores e plantas, produtos alimentares – frescos ou congelados e confecionados ou embalados – e não alimentares, um café e instalações sanitárias com possibilidade de acesso independente pelo exterior.

Durante o período de execução da obra, os comerciantes serão transferidos para uma tenda localizada no Largo do Mercado, a qual possui todos os equipamentos necessários para o exercício da atividade, sendo o investimento total de instalação desta infraestrutura de 219.186,00€, totalmente suportado pelo Município. No próximo sábado, dia 29 de janeiro, o habitual mercado já funcionará nestas instalações provisórias.

Na zona exterior do parque de estacionamento, funcionará a exposição habitual de venda de produtos, condicionando o estacionamento automóvel nos dias de funcionamento do mercado.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário