15 Maio 2022, 07:50

Estoril Open: Sousa avança em pares com vitória sobre vice-campeões do Open da Austrália

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Estoril, Lisboa, 25 abril 2022 (Lusa) — O tenista português João Sousa e o uruguaio Pablo Cuevas surpreenderam hoje os australianos Matthew Ebden e Max Purcell, eliminando os segundos cabeças de série do quadro de pares do Estoril Open com um triunfo em dois ‘sets’.


Na primeira ronda de pares, o duo luso-uruguaio contrariou o favoritismo dos vice-campeões do último Open da Austrália, impondo-se por 6-4 e 6-3, em uma hora e oito minutos.


O feriado e o sol que espreitava convidavam a ‘romaria’ ao Clube de Ténis do Estoril e os fiéis da modalidade não desiludiram: o court Cascais encheu-se para aplaudir o melhor tenista nacional, neste caso na companhia de Pablo Cuevas.


A estreia de um português nos quadros principais desta edição do Estoril Open mereceu a honra de abrir a primeira jornada e, frente aos segundos cabeças de série, os ‘convidados’ da organização não defraudaram, conseguindo um ‘break’ logo no terceiro jogo e segurando a vantagem para fecharem o primeiro ‘set’ com 6-4 a seu favor.


Mais ‘rodados’ como dupla, Purcell e Ebden, que este ano já conquistaram o título em Houston, mostraram-se mais consistentes no início do segundo parcial, adiantando-se para 2-0 após quebrarem o serviço de Sousa e Cuevas.


Muito apoiados pelo público, o português e o uruguaio devolveram de imediato o ‘break’ e, após uma sucessão de quebras de serviço, prevaleceram, fechando o encontro ao quinto ‘match point’.


“Foi uma muito boa vitória. A verdade é que começámos muito bem o encontro, sabíamos que eram uns oponentes difíceis, perante umas condições que, se calhar, não eram favoráveis para eles. […] Estávamos conscientes que seria um desafio muito grande”, resumiu o vimaranense.


Nos ‘quartos’, o duo luso-uruguaio vai defrontar os vencedores do encontro entre as duplas Federico Coria/ Benoît Paire e Maximo González/ André Göransson.


Sousa enalteceu ainda o apoio do público, que esteve “incrível”. “Acho que é ótimo voltar aqui ao Estoril e sentir o apoio do público foi muito bom. Depois de um ano com tantas restrições e de, infelizmente, não termos esse apoio – nós portugueses e eu especialmente -, senti-me muito bem hoje”, assumiu.


O número um nacional espera continuar “a jogar a um bom nível”, reconhecendo que a vitória nos pares dá confiança para a estreia em singulares frente ao espanhol Sebastián Báez, que deverá acontecer na terça-feira.


“Sem dúvida, começar a vencer aqui no torneio é sempre bom, dá confiança”, reforçou.



AMG/SRYS // AJO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário