14 Maio 2022, 22:01

Estoril Open: Sousa e Cuevas ficam pelos quartos de final

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O português João Sousa e o seu parceiro de pares, o uruguaio Pablo Cuevas, foram hoje eliminados nos quartos de final do Estoril Open, que está a decorrer no Clube de Ténis do Estoril.

A dupla lusa-uruguaia cedeu a passagem às meias-finais ao argentino Máximo González, número 32 no ranking de pares, e ao sueco André Goransson, 71.º colocado, que venceram o duelo em dois renhidos sets, com os parciais de 7-6 (7-3) e 7-5, em uma hora e 37 minutos.

Sousa e Cuevas até entraram melhor no court Cascais, de bancadas semi-preenchidas, mas entusiastas no apoio à dupla da casa, e chegaram primeiro ao break no quinto jogo (3-2), mas não conseguiram aproveitar dois set points no nono jogo, permitindo a recuperação dos adversários, que não só evitaram mais três set points, como conseguiram a quebra de serviço, antes de fechar no tie-break.

No segundo parcial, com o vento por vezes forte a manter-se em jogo, o vimaranense e o parceiro, que figuram no 192.º e 193.º lugares na hierarquia mundial de pares, respetivamente, sofreram novo break e, apesar de terem devolvido logo no segundo jogo, cederam no segundo ponto de break que enfrentaram quando serviam com o marcador no 5-5.

González e Goransson não desperdiçaram a oportunidade, perante um João Sousa mais dinâmico e um Pablo Cuevas mais errático e apático, e, ao primeiro match point de que dispuseram, encerraram a discussão pelo acesso às meias-finais, marcando encontro com o sul-africano Raven Klasson e o japonês Ben McLachlan, quartos cabeças de série.

“O ténis tem destas coisas, por vezes jogamos melhor e perdemos. Foi o caso de hoje. Acredito plenamente que tínhamos tudo para vencer não só o primeiro set, como o segundo. Fomos claramente superiores, no entanto perdemos, e é o que conta no final do encontro”, comentou o único português que venceu o Estoril Open em singulares (2018).

Tags

Sem comentários

deixar um comentário