26 Janeiro 2022, 15:35

EUA: Comissão de inquérito a ataque ao Capitólio convoca mais dez colaboradores de Trump

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Washington, 09 nov 2021 (Lusa) — A comissão de inquérito do Congresso norte-americano ao ataque ao Capitólio em janeiro revelou hoje que intimou mais dez membros da equipa do ex-presidente Donald Trump, procurando determinar o papel deste no caso.


Os membros do painel solicitaram, entre outros, testemunhos e pedidos de documentos de Stephen Miller, conselheiro sénior de Trump, e da diretora de comunicação Kayleigh McEnany, ambos parte do circulo próximo do ex-presidente.


Em 06 de janeiro, centenas de manifestantes investiram sobre a polícia para invadir o Capitólio e interromper a confirmação da vitória eleitoral de Joe Biden, na sequência de reiteradas acusações de Trump sobre a existência de fraude eleitoral generalizada, sem fundamentação credível.


Sobre a intimação ao conselheiro sénior Stephen Miller, a comissão de inquérito salientou que este “participou nos esforços para espalhar informações falsas sobre a alegada fraude eleitoral”.


Quanto a Kayleigh McEnany, a comissão indicou que a diretora de comunicação surgiu diversas vezes com o ex-presidente enquanto este assistia ao ataque ao Capitólio.


“A comissão quer saber todos os detalhes sobre o que aconteceu na Casa Branca em 06 de janeiro e nos dias anteriores”, destacou o presidente da comissão da Câmara dos Representantes, o congressista Bennie Thompson, citado pela agência AP.


“Precisamos de saber exatamente qual o papel que o ex-presidente e os seus assessores desempenharam nos esforços para impedir a contagem dos votos eleitorais e se estes estavam em contacto com alguém fora da Casa Branca na tentativa de anular o resultado eleitoral”, acrescentou.


Foram também intimados o ex-conselheiro de segurança nacional Keith Kellogg, o assistente pessoal de Trump, Nicholas Luna, a assistente especial Molly Michael, a assistente de Ben Williamson, Christopher Lidell, e o diretor de pessoal John McEntee.


Outros visados foram a assistente especial Cassidy Hutchinson e o funcionário do Departamento de Justiça Kenneth Klukowski.


Estes pedidos surgem um dia depois da comissão ter intimado seis outros ex-funcionários de Trump, que, segundo os membros do painel, terão espalhado informações falsas sobre a alegada fraude nas eleições presidenciais e criaram estratégias para impedir a vitória de Biden.


Ainda não é claro se a comissão irá intimar Donald Trump, embora os membros do painel tenha referido que não descartam qualquer hipótese.


Em outubro, a comissão convocou outros ex-conselheiros de Trump, incluindo o ex-chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, e o antigo aliado, Steve Bannon.


A Câmara dos Representantes decidiu acusar Steve Bannon de desacato criminal, após este ter rejeitado a intimação da comissão de investigação.


 


DYMC // PDF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário