27 Setembro 2021, 22:50

Euro sub-21: Portugal venceu os três embates diante da Alemanha em fases finais

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ljubljana, 04 jun 2021 (Lusa) – A seleção portuguesa de futebol de sub-21 disputa no domingo a terceira final de um Europeu da categoria, que nunca venceu, frente à bicampeã Alemanha, à qual infligiu três derrotas em outros tantos jogos em fases finais.


Em 2015, a equipa das ‘quinas’, já com Rui Jorge no comando técnico e na República Checa, alcançou a segunda final às custas da ‘mannschaft’, graças à goleada mais expressiva em oito participações na ronda decisiva do torneio (5-0), materializada pelos golos de Bernardo Silva, Ricardo Pereira, Ivan Cavaleiro, João Mário e Ricardo Horta.


Um dos restantes dois triunfos sucedeu em 2006, quando Portugal, sob orientação de Agostinho Oliveira, derrotou a Alemanha (1-0), com um golo de João Moutinho no ‘último suspiro’, em Guimarães, na última jornada do Grupo A do Euro2006, disperso por seis cidades lusas e marcado pelas derrotas com França (0-1) e Sérvia e Montenegro (0-2).


Dois anos antes, o conjunto nacional superou pela mão de José Romão o Grupo B, no qual começou por marcar passo com Suécia (2-3) e Suíça (2-2), antes de confirmar um lugar nas meias-finais diante dos anfitriões germânicos (2-1), com o golo de Bastian Schweinsteiger a ser insuficiente face aos tentos de Hugo Almeida e Luís Lourenço.


O histórico de confrontos oficiais entre as duas seleções no escalão de ‘esperanças’ agrupa ainda mais quatro duelos em fases de apuramento para o Euro1986, na qual Portugal venceu em Lisboa (2-1) e perdeu em Karlsruhe (0-2), e para o Euro1998, com a Alemanha a vencer em Leiria (1-2) e a consentir um empate a uma bola em Cottbus.


Quanto às presenças em finais de campeonatos da Europa de sub-21, a equipa das ‘quinas’ repetirá as presenças de 1994, assinalada por uma derrota face à Itália (1-0), em França, com um ‘golo de ouro’ de Pierluigi Orlandini, e 2015, que acarretou um desaire com a Suécia na ‘lotaria’ dos penáltis (3-4), após um ‘nulo’ no final do prolongamento.


Já a ‘mannschaft’ vai tentar desempatar a seu favor o balanço nesse encontro decisivo, com dois triunfos e dois desaires, tendo começado por perder a duas mãos com a Inglaterra (1-3 e 3-2), em 1982, adversário que goleou em solo sueco há 12 anos (4-0).


Desde o ingresso do atual selecionador Stefan Kuntz, esteve também nas últimas duas finais do Europeu, ambas face à Espanha, alcançando o ‘bicampeonato’ em território polaco (1-0), em 2017, dois anos antes de perder o torneio disputado em Itália (2-1).


Os germânicos fecham o pódio de conquistas da competição, ao partilharem os mesmos dois títulos de Inglaterra, Países Baixos e União Soviética, três abaixo dos recordistas Espanha e Itália e mais um do que França, Jugoslávia, República Checa e Suécia.


Portugal e Alemanha defrontam-se no domingo, às 21:00 (20:00 em Lisboa), no Estádio Stozice, em Ljubljana, numa inédita final da 23.ª edição do campeonato da Europa de sub-21, que tem decorrido na Hungria e Eslovénia num formato desfasado, devido ao adiamento para este ano do Euro2020, motivado pela pandemia de covid-19.



RYTF // NFO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário