28 Setembro 2021, 18:20

Euro2020: Griezmann quer ganhar, mas alerta para a qualidade de Portugal

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Paris, 20 jun 2021 (Lusa) — O futebolista internacional francês Antoine Griezmann advertiu hoje que “não será fácil” ganhar a Portugal, uma seleção que considera “excecional” e que defrontará a França na terceira e última jornada do grupo F do Euro2020.


“Vamos trabalhar taticamente sobre o jogo. De que forma lhes podemos causar dano e jogar para ganhar”, disse hoje o avançado do FC Barcelona, na conferência de imprensa diária da seleção campeã mundial.


Depois do triunfo sobre a Alemanha, por 1-0, a França sentiu dificuldades no sábado frente à Hungria, ao empatar a 1-1, mas lidera o grupo F, com quatro pontos, mais um do que os alemães e do que Portugal, e três do que os húngaros.


“Não será fácil [o jogo de quarta-feira com Portugal], mas tem de ser, para conquistarmos os três pontos”, considerou Griezmann, perante a perspetiva de terminar como líder do grupo e quando se discute o apuramento para os oitavos de final.


O jogador, de 30 anos, assinalou que Portugal tem uma seleção “excecional”, contando com o avançado Cristiano Ronaldo, a quem dirigiu elogios.


“É uma fonte de inspiração para todos. É extraordinário o que tenta fazer aos 36 anos”, sublinhou, em relação ao avançado luso, que no Euro2020 tem três golos marcados, dois no triunfo sobre a Hungria (3-0) e um na derrota com a Alemanha (4-2).


Para Griezmann, o jogo de quarta-feira trará não só memórias em relação à final perdida no Euro2016 para Portugal, mas será também especial por ter nas bancadas do estádio, em Budapeste, a mãe, filha de um português que emigrou para França.


“Será um momento importante para ela”, justificou o jogador, autor do único golo de um jogador francês no Euro2020, no empate com a Hungria (1-1), já que a vitória por 1-0 diante da Alemanha aconteceu com um autogolo de Mats Hummels.


O jogo entre Portugal e França, da terceira e última jornada do grupo F do Euro2020, está agendado para quarta-feira, às 20:00 (hora de Lisboa), na Puskás Arena, em Budapeste.



RPM // RPC


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário