23 Maio 2022, 00:46

Explosão num prédio em Madrid faz vários feridos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Madrid, 06 mai 2022 (Lusa) – Uma forte explosão, ocorrida hoje por razões ainda desconhecidas, num sótão de um edifício de quatro andares no bairro de Salamanca, em Madrid, provocou ferimentos, a maior parte ligeiros, em mais de uma dúzia de pessoas, segundo fontes locais.


Os serviços de emergência da capital espanhola fizeram este primeiro ponto da situação sobre a situação no local, numa altura em que os bombeiros municipais continuam a trabalhar no edifício afetado em busca de mais possíveis vítimas do incidente.


Segundo o presidente da Câmara Municipal de Madrid, José Luis Martínez Almeida, as causas da explosão podem estar relacionadas com as obras que estavam a ser realizadas no prédio.


Martínez Almeida indicou a existência de 14 feridos e disse que dois deles tinham sido levados para o hospital.


Um desses feridos é uma pessoa que não tinha sido inicialmente localizada depois de ter sido projetada pelo impacto da explosão e de ter caído num pátio, de acordo com o presidente da câmara, citado pela agência espanhola EFE.


Os serviços de emergências de Madrid, por seu lado, tinham informado às 14:42 locais (menos uma em Lisboa) que 13 pessoas tinham ficado feridas e três tinham sido transportadas para o hospital.


Entretanto, os residentes feridos estão a ser tratados por médicos da Proteção Civil, que instalaram no local um hospital de campanha.


A explosão ocorreu às 13:30 locais, tendo sido registados danos materiais ao mobiliário urbano e aos veículos estacionados na área circundante.


Os bombeiros da Câmara Municipal de Madrid resgataram quatro dos residentes feridos do interior do edifício.


Segundo a EFE, fontes dos serviços de emergência de Madrid confirmaram que uma escola (Nuestra Señora de Loreto), muito perto do local da explosão, não teve de ser evacuada e que os alunos e o pessoal docente permaneceram no seu interior.


A Polícia Municipal de Madrid encerrou, entretanto, o trânsito na zona para facilitar o trabalho dos serviços de emergência.



FPB // SCA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário