07 Dezembro 2022, 17:58

FC Porto elimina Benfica e garante «quartos» no sapatinho

© FC Porto e Mundo Atual
Susana Faria Administrator

O FC Porto passou hoje aos quartos de final da Taça de Portugal, após vencer o rival Benfica por 3-0, no Estádio do Dragão, com golos de Evanilson (1’, 31’)  e Vitinha (6’).

Os «dragões» conquistaram hoje um presente de Natal antecipado ao derrotarem os «encarnados» em jogo de fecho dos oitavos de final da prova rainha nacional, carimbando, assim, a passagem à próxima fase.

Evanilson entrou na partida com sede de vitória e não esperou que os cerca de 50 mil adeptos, que assistiam ao encontro, se sentassem nos respetivos lugares, abrindo o marcador logo aos trinta segundos, na sequência de um lançamento de linha lateral.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Sob o olhar atento dos técnicos, Sérgio Conceição e Jorge Jesus, castigados pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa, que assistiram ao clássico nas bancadas do Dragão, Vitinha aproveitou uma segunda bola na área encarnada e fez o segundo para os «azuis e brancos» aos 6 minutos.

Após os dois golos, o Benfica tentou fazer os possíveis para fazer face à desvantagem no marcador e viu um golo ser anulado pelo videoárbitro, aos 17 minutos, devido a posição irregular de Darwin.

Em cima da meia-hora de jogo, o FC Porto apresentava uma qualidade muito superior frente a um Benfica sem organização, e o Dragão voltou a festejar. Evanilson (31’), depois de um grande trabalho de Luis Díaz, rematou certeiro para a baliza e deixou Helton sem hipóteses.

Evanilson expulso antes do intervalo

O avançado brasileiro, momentos antes do apito final da primeira parte, passou dos festejos à deceção, depois de receber o segundo amarelo por falta sobre João Mário, deixando os «dragões» reduzidos a dez jogadores.

No segundo tempo não faltaram momentos insólitos nas duas equipas, desde Darwin com o pé ensanguentado após um choque com Fábio Cardoso – que obrigou à substituição do avançado -, a Mehdi Taremi que teve de colocar fita adesiva nas meias com buracos.

A noite continuava a ser de infortúnio para as «águias» que não encontravam espaço no jogo e viram novamente um golo ser invalidado pelo VAR por posição irregular de Pizzi, que deixou Otamendi (83’) desolado.

Ao cair do pano, Otamendi viu o cartão vermelho por acumulação de amarelos, após  falta sobre Díaz e abandonou o relvado ao som de assobios dos adeptos portistas que tão bem conhece.

Antes do apito final, houve ainda tempo do FC Porto tentar o quarto golo por intermédio de Fábio Cardoso. O central desviou a bola para o fundo da baliza, na sequência de livre indireto, mas estava em fora de jogo.

«Dragões» e «águias» voltam a encontrar-se já na próxima semana, quinta-feira, às 21 horas, num encontro que terá novamente como palco o Dragão, mas será a contar para a 16.ª jornada da Primeira Liga.

Ficha de jogo:

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto – Benfica, 3-0.

Ao intervalo: 3-0.

Marcadores:

1-0, Evanilson, 01 minuto.

2-0, Vítor Ferreira, 07 minutos.

3-0, Evanilson, 30.

Equipas:

– FC Porto: Marchesín, João Mário, Mbemba, Fábio Cardoso, Zaidu, Vítor Ferreira (João Marcelo, 90+6), Uribe, Otávio (Sérgio Oliveira, 77), Luis Díaz (Toni Martínez, 90+6), Taremi (Wendel, 90+2) e Evanilson.

(Suplentes: Diogo Costa, João Marcelo, Wendell, Fábio Vieira, Sérgio Oliveira, Toni Martínez e Pepê).

Treinador: Sérgio Conceição (substituído no banco por Vítor Bruno devido a castigo).

– Benfica: Helton Leite, André Almeida (Pizzi, 68), Otamendi, Vertonghen, Gilberto (Everton, 46), Weigl, João Mário (Valentino Lázaro, 68), Taarabt (Yaremchuk, 46) Grimaldo, Rafa e Darwin Nuñez (Seferovic, 56).

(Suplentes: Vlachodimos, Valentino Lázaro, Morato, Pizzi, Everton, Seferovic e Yaremchuk).

Treinador: Jorge Jesus (substituído no banco por João de Deus devido a castigo).

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Evanilson (20 e 45+2), Darwin Nuñez (22), Otamendi (29 e 90+4), Otávio (58), Yaremchuk (73). Cartão vermelho por acumulação para Evanilson (45+2) e Otamendi (90+4)

Assistência: 45.530 espetadores.

Sem comentários

deixar um comentário