05 Dezembro 2022, 16:48

FC Porto vence Nacional com golo de Taremi e segue firme em busca da liderança

©Mundo Atual
Susana Faria Administrator

O FC Porto venceu esta tarde o Nacional por 1-0, na Choupana, em jogo de encerramento da 27.ª jornada da Liga NOS. Com esta vitória os «azuis e brancos» consolidaram o segundo lugar e reduziram para os seis pontos de diferença que os afastam do líder Sporting, que venceu o encontro de sexta-feira, no estádio do Farense, penúltimo colocado, por 1-0.

Após a eliminação nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, frente aos ingleses do Chelsea, o FC Porto regressou aos relvados em jogo do campeonato e alcançou a sexta vitória consecutiva, numa exibição que deixou muito a desejar.

O Nacional entrou no jogo a dominar e surpreendeu Sérgio Conceição, que não contou com Otávio na deslocação à Madeira, e viu-se obrigado a mudar a postura da equipa.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Foram apenas precisos quatro minutos para o árbitro da partida, João Pinheiro, apitar para a marca de grande penalidade, a favor do Nacional, devido a uma falta de Zaidu sobre João Camacho. O médio Éber Bessa (6’) atirou para o lado esquerdo e valeu aos «dragões» a grande defesa de Marchesín que conseguiu impedir o golo.

Marco Matias sentou-se no relvado aos 12 minutos, em sofrimento, com queixas no joelho esquerdo e viu-se obrigado a abandonar o terreno de jogo, tendo sido substituído por Gorré.

Logo depois, foi Sérgio Oliveira quem também precisou de receber assistência, após ter sido atingido na face pelo árbitro, situação invulgar que arrancou vários sorrisos de surpresa ao técnico portista.

Mehdi Taremi (20’) tirou os «dragões» do sufoco e abriu o marcador na Madeira, depois de um erro do guarda-redes insular António Filipe, que deixou escapar a bola na área e o avançado iraniano aproveitou esse momento para atirar a bola para o fundo da rede.

Os alvinegros continuaram a causar perigo na baliza portista e Sérgio Conceição demonstrava estar cada vez mais degradado com os jogadores.

Já em tempo de compensação referente à primeira parte da partida, Taremi esteve perto de bisar, após um passe de Grujic. O iraniano rematou de pé esquerdo, mas a bola passou ao lado da baliza do Nacional.

No segundo tempo, o Nacional continuou a mostrar que queria discutir o resultado e que ainda nada estava decidido.

O avançado Gorré, que na primeira parte deu muito trabalho à defesa portista, voltou a fazer das suas e rematou à entrada da área em direção a Marchesín que agarrou a bola agarra sem dificuldade.

Aos 62 minutos, Éber Bessa atirou com o pé esquerdo de fora da área, tendo saído o remate desviado do alvo.

Os jogadores do FC Porto começavam a apresentar fadiga e o resultado parecia ser difícil de defender.

Após as substituições efetuadas pelo técnico do Nacional, Sérgio Conceição tirou todos os jogadores do banco para pensar naquela que seria a estratégia para fazer face às dificuldades no encontro.

Romario Baro, Marega e Toni Martínez foram, assim, a jogo para colocarem em campo a agressividade portista que estava em falta.

A dez minutos do final, Zaidu deixou o terreno de jogo com queixas, tendo sido rendido por Nanu.

Toni Martínez fez mesmo o 2-0 aos 90+6, mas o golo foi invalidado por fora de jogo.

Apesar das dificuldades, os «azuis e brancos» conseguiram segurar o resultado e trazer os três pontos da Choupana.

O FC Porto volta a subir ao relvado na próxima quinta-feira, frente ao Vitória de Guimarães, às 21 horas, em jogo da Liga NOS, a realizar no Estádio do Dragão.

Sem comentários

deixar um comentário