22 Setembro 2022, 17:22

Festa de Outono regressa a Serralves no fim de semana depois de dois anos suspensa

©Serralves
LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

A Festa do Outono vai regressar a Serralves, no Porto, no próximo fim de semana, após dois anos de suspensão devido à pandemia de covid-19, oferecendo espetáculos de novo circo, concertos, teatro, cinema e dezenas de oficinas e ateliês.

Depois da última edição, em 2019, a Festa do Outono volta a acontecer no sábado e domingo e tem uma “programação diversificada” para “celebrar o outono, vivenciando a zona mais rural do Parque de Serralves”, de acordo com a Fundação de Serralves.

Um dos destaques desta edição do Festa de Outono de Serralves recai sobre o espetáculo de novo circo da dupla Hands Some Feet, que conta uma história de amor entre um malabarista e uma bailarina funambulista.

O espetáculo Hands Some Feet destina-se a um público para maiores de 3 anos de idade, tem a duração de 50 minutos e está programado para acontecer sábado e domingo, a partir das 16:00, no Prado de Serralves.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A companhia Erva Daninha apresenta “Rasto”, um espetáculo de circo contemporâneo, onde uma máquina agrícola vai ganhar vida própria, rugindo e dançando na arena. “Rasto” está programado para sábado, às 18:15, e domingo, às 11:45, sempre no Espelho de Água.

A música é outra secção em destaque na Festa de Outono que este ano programa, por exemplo, Bandua, Diabo a Sete, De Mòrt Viva, o Grupo de Percussão da Banda Sinfónica Portuguesa e Acalanto.

O início do outono vai ser celebrado com várias oficinas, saídas de campo, espetáculos de teatro e de música, ‘performances’ e outras atividades, com o objetivo de “enaltecer a singularidade da biodiversidade e da paisagem, a importância da conservação dos espaços do Parque de Serralves e reavivar valiosas artes e ofícios”, explica a instituição cultural, num comunicado.

As atividades, para todas as idades, arrancam no sábado, no Prado, pelas 10:00, prolongando-se até às 19:00 e repetindo os mesmos horários no domingo.

“Cores do Outono”, para se descobrir como transformar folhas de outono em verdadeiros “caça-sol”, “Mural no Parque!” para construir um mural com arco-íris da estação outonal através de tintas naturais, “Baú das Coisas Naturais” para andar à descoberta de sementes, frutos, ramos, galhas, flores, ou “Segredos e Tesouros” para ir à caça de tesouros e segredos que “o Outono conta”, são algumas das atividades que podem ser realizadas pelas famílias e público em geral nestes dois dias de festa.

No campo do teatro, entre outros espetáculos, na Clareira da Presa, vai ser exibida a peça de teatro de marionetas “O vaqueiro que não mentia”, uma história popular portuguesa antiga, trabalhada pelo Teatro Tuk-Tuk, uma estrutura de teatro móvel. O espetáculo dura 60 minutos e destina-se a maiores de 6 anos.

O Festival de Cinema Cinemini, destinado para crianças dos 3 aos 6 anos, tem sessões a decorrer no Auditório da Casa Manoel de Oliveira, sábado e domingo, às 10:30, 11:45, 14:15, 15:30 e 16:45, em ambos os dias.

A juntar aos filmes, cada sessão inclui uma atividade pedagógica dentro da sala de cinema.

A exposição “A arte dos cogumelos” é outro destaque, onde o público pode descobrir aqueles fungos através de trabalhos de pintura, fotografia, colagem, escultura, ‘design’, som, meios digitais ou têxtil, de vários artistas internacionais.

A exposição está patente no Celeiro e no Lagar, das 10:00 às 19:00 de sábado e domingo.

De volta ao Prado de Serralves, há vários ateliês criados pelos vários municípios fundadores de Serralves que estão programados para ali acontecer, como por exemplo o ateliê “A Botica do Museu de Aveiro”, no sábado e domingo, entre as 10:00 e as 19:00, e que visa explorar o aroma das plantas para chás e infusões – limonete, sálvia, hortelã e alfazema – e depois fazer um unguento simples.

O município de Braga traz o ateliê “Encontra-me se puderes”, no sábado das 10:00 às 10:45. Esta atividade é sobre ilustração e vai-se utilizar a colagem como técnica e os participantes são desafiados a criar e a encontrar formas ao acaso, para iniciarem a criação de uma personagem, um cenário ou mesmo uma breve narrativa visual.

De Barcelos vai chegar o ateliê de “Modelagem em Barro e Pintura de Galos”, sábado e domingo das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00, para o público contactar com a olaria e cujas produções são certificadas desde 2008.

O acesso à Festa do Outono é gratuito e realiza-se pelos portões de Serralves na Avenida Marechal Gomes da Costa e da Rua Bartolomeu Velho.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário