21 Outubro 2021, 02:57

Festival de Literatura Infantil de Valongo tem como tema «Viagens à janela»

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O Festival de Literatura Infantojuvenil de Valongo Onomatopeia vai ter como tema «Viagens à janela» e inclui a exposição «Cinco Histórias, Cinco Personagens», com curadoria de Adélia Carvalho.

Em comunicado, a Câmara refere que a 3.ª edição do festival decorre de 13 a 16 de maio e terá um “modelo misto”, com “privilégio para o ambiente digital”, proporcionando quatro dias com mais de 40 horas de programação com mais 30 autores e ilustradores portugueses, angolanos, colombianos e brasileiros.

“E é assim que, sem sair de casa, a edição deste ano do Onomatopeia proporcionará uma viagem pelo tempo e pelo espaço, às vezes orientada e outras à deriva, com escala em três diferentes continentes, seguindo serra adentro e cidade fora, chegando a destinos reais e imaginados e sempre lado a lado com a melhor literatura feita por autores crescidos para leitores a crescer”, descreve a organização.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A programação do Onomatopeia inclui conteúdos offline, como exposições em espaços públicos das cidades de Valongo e Ermesinde, a par de conteúdos online, que serão disponibilizados através dos canais da autarquia Valongo, “com especial destaque para a página de Facebook do Município e para as redes sociais do festival”.

No âmbito da “programação para ver fora de casa”, o Onomatopeia leva às montras dos estabelecimentos das ruas com mais comércio de Valongo e Ermesinde ilustrações de Anabela Dias, “que vão propor uma viagem sem fronteiras pelas obras das mais de duas dezenas de escritores que marcarão presença nesta edição”.

No Fórum Cultural de Ermesinde será inaugurada a exposição coletiva de Ilustração infantil «Cinco Histórias, Cinco Personagens», com curadoria de Adélia Carvalho, e que integrará as ilustrações desenvolvidas por Cátia Vidinhas, Evelina Oliveira, Gonçalo Viana, Sérgio Condeço e Sandra Sofia Santos, “com o objetivo de levar até aos mais pequenos os grandes clássicos da literatura infantojuvenil”, como Peter Pan, O Livro da Selva, O Feiticeiro de Oz ou Tom Sawyer.

A “programação para ver dentro de casa” integra conteúdos transmitidos em direto e gravados, numa proposta a decorrer durante os quatro dias do festival e que terá como ponto alto as 10 “batalhas de palavras” travadas por 20 autores, como Afonso Cruz, Nuno Artur Silva, José Luís Peixoto, Ondjaki, Rui Zink e Valter Hugo Mãe.

O Onomatopeia terá ainda oficinas de ilustração e de interpretação, horas de conto, poesia, cinema de animação, espetáculos de teatro, «urbansketching» em direto, a partir da serra e da cidade de Valongo, visitas guiadas performativas a três espaços culturais do concelho, canções de embalar cantadas ao final da noite por Mafalda Veiga e Rui Reininho e ilustradas por Cátia Vidinhas, Anabela Dias e Sandra Sofia Santos.

Haverá também “apresentações de livros e conversas à volta dos mesmos que farão viajar até destinos longínquos como o arquipélago das Galápagos e a Colômbia para conhecer duas famílias portuguesas com filhos pequenos que concretizam diariamente o sonho de viver e viajar pelo mundo de barco e em família”.

Sem comentários

deixar um comentário