23 Setembro 2022, 10:58

Festival Mimo cumpre primeira edição no Porto entre hoje e domingo

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Festival Mimo estreia-se hoje no centro do Porto, estando previstas mais de 50 atividades e a atuação de artistas oriundos de várias partes do mundo, em 11 palcos, até domingo.

Entre os nomes confirmados para o festival, totalmente gratuito, estão Mário Lúcio & Os Kriols, Pedro Burmester com o Quarteto de Cordas de Matosinhos, Ray Lema, Don Letts, Emicida, para lá de muitos outros.

No sábado, vai ainda haver um concerto que é o culminar do projeto “Mulheres que Fazem Barulho”, reunindo em palco Ana Deus & Marta Abreu; Lena d’Água, Francisca Cortesão & Mariana Ricardo; Anabela Duarte & Vera Prokic; Sandra Baptista, Mitó Mendes & Carolina Brandão.

Em julho, aquando da apresentação do festival, a diretora do evento, Lu Araújo, salientou que a realização do Mimo – que nasceu há 18 anos no Brasil -, na cidade do Porto era “um dos seus sonhos”.

“Em 2015, procurei o Porto, à época, com o Paulo Cunha e Silva [antigo vereador da Cultura da Câmara do Porto], mas percebi que ia ser uma negociação demorada. Acabei por optar por Amarante, mas nunca deixei de sonhar com o Porto”, salientou Lu Araújo.

No festival estão previstos mais de 20 concertos, 11 DJ ‘sets’, oito oficinas e residências no programa educativo, bem como diversas atividades de arte, performance, tecnologia e a “mítica” Chuva de Poesia, que este ano, decorre na livraria Lello.

Até domingo, o Mimo vai ocupar vários locais no coração do Porto, tais como o Largo Amor de Perdição, o Jardim da Cordoaria, a Reitoria da Universidade do Porto, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, o Jardim das Virtudes e o Palácio de Cristal.

As igrejas do Carmo, dos Carmelitas Descalços, de São José das Taipas, de Nossa Senhora da Vitória e de São Bento da Vitória também vão servir ser palco para alguns artistas.

Entre os artistas estão Emicida, Chico César, Asa, Ray Lema, Don Letts, DuOuD, Mario Lúcio, Valentina Lisitsa, Nishat Khan e muitos mais.

O Festival Mimo realizou-se, durante quatro anos consecutivos, em Amarante, com a primeira edição, em 2016, a atrair dezenas de milhares de pessoas, o que se repetiu até 2019.

Sem comentários

deixar um comentário