16 Agosto 2022, 19:31

Festival Summer Fest regressa à Ericeira com Burna Boy e Trippie Redd em destaque

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O festival Summer Fest regressa à Ericeira, em Mafra, na sexta-feira e no sábado, após dois anos de pausa, com um cartaz que inclui Burna Boy, Trippie Redd e o espetáculo de hip-hop “Eixo Norte-Sul”.

Tal como tantos outros festivais de música, o Sumol Summer Fest não se realizou em 2020 nem em 2021, devido às restrições impostas pelo combate à pandemia da covid-19. Após uma pausa forçada, o festival está de volta ao Ericeira Camping com um cartaz que inclui concertos, mas também aulas e atuações de dança.

No primeiro dia da 12.ª edição do festival, na sexta-feira, atuam no palco principal Mobbers, Riot, T-Rex, Piruka, IAMDDB e Burna Boy.

Para o palco secundário estão agendadas as atuações de Cíntia, Mike el Nite e Von Di, estes dois últimos em DJ ‘set’.

No segundo dia, sobem ao palco principal do Sumol Summer Fest RDD, Phoenix RDC, Lon3r Johnny, Nenny, o espetáculo “Eixo Norte-Sul” e Burna Boy.

“Eixo Norte-Sul”, destaca a organização, vai mostrar “o que de melhor se está a fazer na música urbana de Norte e Sul do país”.

A ‘equipa do Norte’, liderada por Mundo Segundo, integra os ‘rappers’ Maze, Ace, Deau e Virtus e os DJ Guze e Spot. Já a ‘equipa do Sul’, liderada por Xeg, integra os ‘rappers’ Chullage, Sir Scratch, Kappa Jota, Deezy e o DJ Big.

O espetáculo será dividido em duas partes, sendo que na primeira “haverá apenas uma regra a cumprir: ter um palco a participação de todos os elementos da equipa”, com o objetivo de “criar momentos únicos, em temas originais dos intervenientes, ou explorando até novas rimas e ‘beats’

A segunda parte do espetáculo conta com as duas equipas juntas em palco.

Entretanto, “para assinalar este momento tão especial”, foi disponibilizado ‘online’ o tema “Eixo Norte-Sul”, que junta todos os artistas envolvidos no espetáculo.

Pelo palco secundário, passam no segundo dia do festival Russa, Shaka Lion e Flaca, os dois últimos em DJ ‘set’.

Em cada dia de festival, o Jazzy Dance Camp irá apresentar dois blocos de aulas, de kuduro, funk brasileiro, dance hall e hip hop, entre outros estilos, aos quais se seguem atuações das ‘crews’ (grupos) Jazzy Dance Crew, Lil Malaikés e Soujah Fighters.

Segundo a organização, os bilhetes adquiridos para as edições de 2020 ou 2021 são válidos para a edição de 2022, sem necessidade de troca ou emissão de novo ingresso.

Os passes de dois dias podem ser comprados com opção de campismo.

Sem comentários

deixar um comentário