04 Agosto 2022, 16:11

FIFA vai utilizar sistema para detetar fora de jogo no Mundial do Qatar

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A FIFA vai utilizar no Mundial do Qatar uma tecnologia semiautomática que alerta a equipa no videoárbitro (VAR) para situações de fora de jogo, anunciou hoje o organismo.

O sistema, testado em torneios anteriores da FIFA, fornece um alerta automático de fora de jogo à equipa no VAR, recorrendo a uma tecnologia que tem por base a animação 3D.

Para a FIFA, a nova tecnologia de fora de jogo “oferece uma ferramenta de suporte para os árbitros no VAR e no relvado e ajuda-os a tomar as decisões mais precisas e rápidas”.

Após o uso bem-sucedido da tecnologia VAR no Mundial da Rússia, em 2018, o presidente da FIFA, Gianni Infantino, disse que iria “aproveitar todo o potencial da tecnologia no futebol e aprimorar ainda mais o VAR”.

A nova tecnologia usa 12 câmaras montadas sob o teto do estádio para rastrear a bola e até 29 pontos de dados de cada jogador individual, 50 vezes por segundo, calculando a sua posição exata em campo.

“Esta tecnologia é o culminar de três anos de pesquisa e testes dedicados a fornecer o melhor para as equipas, jogadores e adeptos que irão ao Qatar no final deste ano, e a FIFA está orgulhosa desse trabalho”, disse Gianni Infantino.

O dirigente realça que “a FIFA está comprometida em aproveitar a tecnologia para melhorar o jogo de futebol em todos os níveis, e o uso da deteção semiautomática de fora de jogo no Mundial de 2022 é a evidência mais clara possível”.

O Mundial do Qatar, que conta com a presença de Portugal no grupo H, com as seleções do Uruguai, Coreia do Sul, esta orientada pelo português Paulo Bento, e Gana, decorre de 21 de novembro a 18 de dezembro de 2022.

Sem comentários

deixar um comentário