15 Maio 2022, 21:16

Filmes de Cristèle Alves Meira e João Gonzalez na Semana da Crítica de Cannes

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 20 abr 2022 (Lusa) – Dois filmes portugueses, de Cristèle Alves Meira e João Gonzalez, foram selecionados para a competição da Semana da Crítica, um dos programas paralelos do Festival de Cinema de Cannes, em maio em França, foi hoje anunciado.


De acordo com a programação divulgada, na Semana da Crítica estará “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, uma primeira longa-metragem de ficção com coprodução entre França, Bélgica e Portugal, pela Midas Filmes.


O filme foi rodado no verão de 2021 na região transmontana de Vimioso, no distrito de Bragança, onde a realizadora tem raízes familiares e onde já filmou anteriormente.


A história é protagonizada por Salomé, uma menina de 10 anos que vai passar férias com a avó e que se culpabiliza pela morte dela, sem compreender o que aconteceu.


Enquanto a família organiza o funeral, “Salomé é possuída por uma força incontrolável e quase mata a vizinha da sua avó, que suspeita tê-la envenenado”, e é acusada de bruxaria pelos habitantes da aldeia, lê-se na sinopse.


O filme, que chegou a intitular-se “Bruxa”, conta com as interpretações de Ana Padrão, Esther Catalão, Duarte Pina, Nuno Gil, Pedro Lacerda, entre outros.


Este será um regresso de Cristèle Alves Meira à Semana da Crítica de Cannes, depois de lá ter apresentado as curtas-metragens “Campo de Víboras”, em 2016, e “Invisível Herói”, em 2019.


Este ano, na Semana da Crítica estará também a animação “Ice Merchants”, terceira obra de João Gonzalez, com coprodução entre Portugal, França e Reino Unido.


De acordo com a Agência da Curta-Metragem, “Ice Merchants” é o primeiro filme português de animação a integrar a Semana da Crítica de Cannes.


Segundo a sinopse, “Ice Merchants” é sobre um homem e o seu filho, que vivem no alto de um precipício, de onde saltam todos os dias de paraquedas para fornecer gelo à aldeia, situada numa planície.


No filme, João Gonzalez assina a realização, direção de arte, composição e interpretação da banda sonora. O trabalho de animação contou com a colaboração da polaca Ala Nunu.


João Gonzalez, nascido no Porto em 1996, é ainda autor dos filmes “The Voyager” (2017) e “Nestor” (2019), feitos em contexto escolar em Portugal e no Reino Unido.


A Semana da Crítica é organizada pelo Sindicato dos Críticos de Cinema de França, em paralelo ao festival de Cannes, e é virada sobretudo para novos talentos, com uma seleção de primeiras e segundas obras. A 61.ª edição decorrerá de 18 a 26 de maio.


A abertura será com o filme “When you finish saving the world”, realizado pelo ator Jesse Eisenberg, e o encerramento será com “Next Sohee”, da realizadora Jung July.


O Festival de Cinema de Cannes cumprirá a 75.ª edição de 17 a 28 de maio, tendo já sido anunciada a competição de longas-metragens e algumas obras a exibir fora de concurso.


Em maio, outro dos programas paralelos com programação já anunciada é a Quinzena dos Realizadores, na qual estará presente o filme “Fogo-Fátuo”, de João Pedro Rodrigues.



SS // TDI


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário