25 Janeiro 2022, 11:45

Financiamento do Estado cai para 5,3 mil ME até outubro – BdP

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 23 dez 2021 (Lusa) – O financiamento das administrações públicas atingiu 5,3 mil milhões de euros até outubro, menos cerca de 4,1 mil milhões de euros comparando com o mesmo período do ano passado, avançou hoje o Banco de Portugal (BdP).


“Até outubro de 2021, as administrações públicas foram financiadas em 5,3 mil milhões de euros, valor que compara com 9,4 mil milhões de euros registados em igual período de 2020”, indicou o BdP.


Segundo o supervisor, “este financiamento foi obtido junto de bancos residentes (18,0 mil milhões de euros), em grande medida através da aquisição, pelo banco central, de títulos de dívida emitidos pelas administrações públicas, ao abrigo dos programas de compras de ativos, designadamente o programa de aquisição de obrigações de dívida soberana (PSPP) e, mais recentemente, o programa de compras de emergência pandémica (PEPP)”.


Em contrapartida, o financiamento concedido às administrações públicas pelo exterior e pelos restantes setores da economia, em particular, pelo setor financeiro não bancário, foi negativo, em 9,5 mil milhões de euros e em 3,2 mil milhões de euros, respetivamente.


Conforme explica o BdP, “um financiamento líquido negativo indica que as administrações públicas, em termos líquidos, adquiriram mais ativos financeiros do que emitiram passivos, ou seja, as administrações públicas utilizaram parte dos fundos obtidos para financiarem outros setores da economia”.


Uma análise por instrumento mostra, por sua vez, que as administrações públicas se financiaram através do aumento de empréstimos deduzidos de depósitos, no montante de 7,1 mil milhões de euros.


Em contrapartida, o financiamento das administrações públicas através de títulos foi negativo em 1,8 mil milhões de euros.


Segundo a nota, o BdP atualiza os dados sobre o financiamento das administrações públicas até novembro em 20 de janeiro de 2022.



DF // JNM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário