08 Fevereiro 2023, 03:13

França/Eleições: Comunidade francesa em Portugal “elege” Macron e Zemmour

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 12 abr 2022 (Lusa) – O atual Presidente francês, Emmanuel Macron, foi o candidato às presidenciais em França mais votado pela comunidade francesa em Portugal, conquistando 38,52% dos votos, segundo informação hoje publicada pela Embaixada de França em Lisboa.


De acordo com os dados oficiais, o segundo candidato com mais votos foi Eric Zemmour, representante do partido de direita radical A Reconquista, em quem votaram 18,43% dos franceses que residem em Portugal.


Nos resultados totais de França, Zemmour ficou no quarto lugar entre os mais votados, bastante longe dos três primeiros, tendo registado 7,07% dos votos, segundo o Ministério do Interior francês.


A segunda candidata mais votada em França, Marine le Pen, que representa a extrema-direita do partido União Nacional, ficou, em Portugal, na quarta posição, com 10,04% dos votos.


Em França, Marine Le Pen vai disputar com o atual Presidente francês, do partido Em Marcha, a segunda volta das eleições presidenciais, marcadas para 24 de abril.


Em Portugal, o terceiro candidato mais votado foi Jean-Luc Mélenchon, com 14,38% dos votos.


Todos os outros candidatos tiveram votações muito inferiores, não conseguindo chegar à meta dos 10%.


Em Portugal, o número de eleitores franceses ronda os 16.000, com cerca de 9.000 em Lisboa, mais de 4.000 no Porto e perto de 3.000 em Faro, sendo que, nas últimas presidenciais francesas, em 2017, o número total de eleitores em Portugal rondou os 14.000.


Os resultados oficiais da eleição em França deram a Mácron 27,84% dos votos e a Marine Le Pen 23,15%, colocando os dois na segunda volta das eleições.


O candidato da França Insubmissa (LFI), da esquerda radical Jean-Luc Mélenchon, ficou pelo terceiro ligar, com 21,95%.


Com uma derrota histórica e no quinto lugar ficou Valérie Pécresse, a candidata de Os Republicanos, partido da direita tradicional, com 4,78% dos votos. Em 2017, o candidato do partido François Fillon tinha alcançado 20,01%.


Também abaixo da importante fasquia dos 5% – que permite o reembolso das despesas de campanha pelo Estado — ficaram o ambientalista e eurodeputado Yannick Jadot, com 4,63%, o ruralista Jean Lassalle, com 3,13%, o comunista Fabien Roussel, com 2,28%, e Nicolas Dupont-Aignan (movimento “República de pé”), com 2,06%.


De acordo com o Ministério do Interior francês, a abstenção ficou em 26,31%, tendo votado 35,14 milhões dos 48,75 milhões de eleitores inscritos.


O Presidente francês poderá ser reeleito na segunda volta, de acordo com sondagens realizadas após a primeira volta. Macron conta com entre 54% e 51% das intenções de voto contra 46%-49% para Le Pen, o que significa que a disputa seria muito mais renhida do que há cinco anos, quando o Presidente ganhou com 66,1% dos votos e a candidata da União Nacional obteve 33,9%.



PMC (ANP/RJP) // MCL


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário