24 Maio 2022, 03:58

Fretilin reafirma apoio “total e irrevogável” à recandidatura do Presidente timorense

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Díli, 29 jan 2022 (Lusa) — A Comissão Política Nacional (CPN) da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), maior partido timorense, deliberou hoje dar o seu apoio “total e irrevogável” à recandidatura do chefe de Estado às presidenciais de março.


O partido deliberou “confirmar o apoio declarado pelo camarada secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, no dia 16 de janeiro de 2022 à recandidatura do Presidente, Francisco Guterres ‘Lu Olo’ ao cargo de Presidente da República para o mandato de 2022-2027”.


“Este apoio é total e irrevogável e de cumprimento inequívoco pela Fretilin a todos os níveis”, refere-se na resolução aprovada na reunião do CPN de sexta-feira e a que a Lusa teve hoje acesso.


Mari Alkatiri disse à Lusa que o texto da resolução foi aprovado na sexta-feira “por unanimidade e com todos os membros da CPN presentes” no encontro.


A resolução instrui ainda “todas as estruturas, quadros e militantes da Fretilin distribuídos pelo país inteiro e fora de Timor-Leste a respeitar a vontade do candidato ‘Lú-Olo'” em converter a sua recandidatura numa candidatura nacional, transversal e inclusiva, contribuindo assim para erigir, a todos os níveis, estruturas de campanha da mesma natureza e caráter”.


No texto recorda-se que a Constituição timorense consagra a possibilidade do chefe de Estado cumprir dois mandatos consecutivos no cargo, e que os estatutos do partido “consagram de modo claro (…) que o presidente do Partido, por direito próprio, é o primeiro candidato para o exercício da função de Presidente da República”.


Refere-se ainda a uma declaração do secretário-geral, Mari Alkatiri, como “órgão unipessoal do partido, e em nome da Fretilin, de dar apoio total à recandidatura do Presidente, ‘Lu Olo’ ao cargo de Presidente da República para o período de 2022-2027”.


Na mensagem inicial, de 16 de janeiro, Mari Alkatiri comprometeu o seu apoio político-institucional e a disponibilidade da “máquina” partidária para apoiar a “oportuna e sábia” decisão do atual Presidente de se recandidatar.


“Na qualidade de secretário-geral e líder da Fretilin, felicito a oportuna e sábia decisão do Presidente da República em se recandidatar para mais um mandato nas mesmas funções que tem vindo a exercer com determinação e independência”, referiu.


“Reafirmo todo o apoio político-institucional da Fretilin a esta recandidatura e toda a disponibilidade de colocar a máquina e os meios disponíveis da Fretilin neste apoio, incluindo os atributos no sentido de se garantir um apoio total, um apoio merecido e por direito próprio do candidato ‘Lú-Olo'”, escreveu.


Esse texto coincidiu com o anúncio público de Francisco Guterres Lú-Olo sobre a sua recandidatura, que deverá ser formalizada nos próximos dias no Tribunal de Recurso.


A primeira volta das eleições presidenciais decorre a 19 de março, com as candidaturas a terem que ser apresentadas até 04 de fevereiro e a campanha a decorrer na primeira quinzena de março.


Até ao momento há 15 pessoas que ou anunciaram a sua intenção de candidatura ou já se registaram formalmente como tal, tornando esta eleição presidencial potencialmente na mais concorrida de sempre.


 


ASP // JMC


Lusa/Fim


 


 

Sem comentários

deixar um comentário