25 Setembro 2022, 05:36

Gaia alarga apoios do passe Andante sub-23 a todos os alunos residentes no concelho

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

A partir do próximo ano letivo, com início a 1 de setembro, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vai alargar os apoios relativos ao passe Andante-sub 23 a todos os universitários que frequentem estabelecimentos de ensino fora da Área Metropolitana do Porto (AMP), bem como aos estudantes com incapacidade igual ou superior a 60%, residentes no concelho.

 

 

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Os estudantes universitários, residentes no concelho de Vila Nova de Gaia, que se encontrem a frequentar estabelecimentos de ensino fora da AMP vão poder contar com um apoio de 40 euros por parte da autarquia, equivalente ao valor do passe metropolitano, mediante a apresentação de comprovativo.

Já os estudantes portadores de incapacidade igual ou superior a 60%, passam a ser abrangidos pela comparticipação do valor total do passe metropolitano mas sem limite de idade.

Ambas as franjas agora contempladas terão de “apresentar os respetivos comprovativos” que atestem a sua elegibilidade para a medida, disse aos jornalistas o Presidente da Câmara, Eduardo Vítor Rodrigues, no final da reunião do executivo.

A comparticipação da autarquia contempla, ainda, a mensalidade gratuita das modalidades 3Z, Municipal e Metropolitano do passe Andante 4_18 e Andante 4_18(A), entre os 13 e os 18 anos, já que, com a criação do Contrato Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART), em 2019, a assinatura gratuita passou a ser garantida até aos 12 anos.

 

Autarquia transfere serviços para edifício no Jardim do Morro

Em virtude das obras de requalificação previstas para o edifício dos Paços do Concelho, a Câmara de Gaia vai transferir cerca de 80 funcionários de vários serviços, “para o antigo edifício do ISLA, junto ao Jardim do Morro”, disse Eduardo Vítor Rodrigues.

Estima-se que as obras na Câmara Municipal possam começar dentro de cerca de cinco a seis meses, sendo que “até ao final do ano” é garantida a transferência dos serviços, e que a requalificação dos Paços do Concelho possa demorar cerca de dois anos e meio.

 

Videovigilância ainda sem autorização

A autarquia ainda não recebeu «luz verde» por parte do Ministério da Administração Interna para arrancar com a videovigilância no concelho, inicialmente solicitada para o centro histórico.

Eduardo Vítor Rodrigues lamentou a burocracia que envolve o processo já iniciado “há um ano e meio”, bem como falta de confiança demonstrada nos autarcas.

“Os autarcas são assim tão irresponsáveis que não saibam avaliar o que é ou não importante?”, questionou, salientando que a videovigilância é um “fator dissuasor” que pode ser fundamental para assegurar a “segurança dos munícipes”.

 

 

Tags

Sem comentários

deixar um comentário