16 Agosto 2022, 18:05

Gaia avança com Centro de Saúde dos Carvalhos

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O futuro Centro de Saúde dos Carvalhos, que será construído em terrenos cedidos à Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) pela Câmara de Gaia, será o primeiro equipamento pre-hospitalar do Município. Orçado em cerca de seis milhões de euros, a estrutura vai acolher diversas valências, em horários alargados, e irá integrar uma rede de cuidados primários de saúde no concelho, prevendo-se a sua conclusão até ao final de 2023.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Centro de Saúde dos Carvalhos será o primeiro equipamento pré-hospitalar do concelho, integrando uma rede de infraestruturas de nova geração”, salientou Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da autarquia gaiense.

O equipamento, que será constituído por diversas valências pré-hospitalares como análises clínicas, radiologia básica, cardiologia e estomatologia, terá horários diferenciados de forma a “suprir as necessidades das populações mais periféricas”, disse o autarca.

Aprovada a empreitada para a construção do futuro centro de Saúde dos Carvalhos, o projeto segue, agora para a assembleia municipal e, posteriormente para publicação em Diário da República, prevendo-se que esteja concluído até final de 2023.

“Se tudo correr dentro da normalidade, sem impugnações, o tempo de duração da empreitada está previsto em cerca de 15 meses”, referiu o autarca, em declarações ao jornalistas, no final da reunião do executivo desta segunda-feira.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário