20 Setembro 2021, 07:26

Gaia cria projeto de integração social da população sem-abrigo

mundoatual AdministratorKeymaster

A autarquia criou um projeto de acolhimento, integração e inclusão da população em situação de sem-abrigo (PSSA) do concelho, denominado de «InteGrar», que inclui um espaço «drop-in» de convívio e lazer e o acesso a bens alimentares de primeira necessidade.

O «InteGrar» foi aprovado pelo Programa Operacional Regional do Norte – Norte 2020 – e será promovido pela autarquia, em parceria com a Gaiurb, a delegação de Gaia da Cruz Vermelha Portuguesa e a Agência Piaget para o Desenvolvimento.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A Câmara informou, em comunicado, que o projeto será financiado pelo Norte 2020 através do Fundo Social Europeu (FSE), 85% do investimento (135 mil euros), sendo que os restantes 15% serão suportados pelo Município e os demais parceiros.

“Através de um conjunto de ações, pretende-se uma resposta integrada de acompanhamento, trabalhando a prevenção para o fenómeno e uma intervenção especializada com vista à reinserção social e profissional e o combate à sua reincidência”, acrescentou.

O projeto tem como objetivo promover a autonomia, a responsabilização, o empoderamento e a inclusão social e para isso contará com uma equipa multidisciplinar que prestará um acompanhamento personalizado e contínuo a cada pessoa.

Esta inclusão assentará no plano individual mediante a motivação, as aspirações e os desejos pessoais, promovendo competências pessoais, sociais e de empregabilidade.

“Pretende, ainda, a criação de um espaço de «drop-in» que seja uma resposta diurna, de convívio, lazer e atividades lúdico, um espaço de socialização que potencie a procura dos serviços, o acesso a informação sobre os recursos existentes na rede social, bem como o acesso a bens de primeira necessidade e a kits alimentares”, explica a autarquia, referindo que estão ainda previstas ações de capacitação e empregabilidade, a criação e dinamização do grupo de autoajuda e um programa de treino de competências para a vida.

Sem comentários

deixar um comentário